terça-feira, 26 de Julho de 2011 10:27h Luciano Eurides

Galo perde mais uma

O Atlético Mineiro foi para Ipatinga tentar escapar da má fase e não funcionou. O time alvinegro perdeu para o Vasco da Gama por 2x1. O time não jogou bem, o time cruzmaltino dominou a partida e o placar poderia ser até maior.


O time carioca, campeão da Copa do Brasil, com a vitória ocupa a quarta colocação. Já o Galo mineiro não consegue encaixar um estilo de jogo. As laterais do time são espaços fáceis do adversário trabalhar. Além de todos esses problemas antigos, Dorival Junior tem três desfalques para a próxima partida. Leonardo Silva expulso, Réver e Serginho com três cartões amarelos. Para o lugar deles tem Werley, Lima e Dudu Cearense como opções para o treinador.


Após a partida disputada no Ipatingão, o treinador do Galo falou do resultado ruim. “A maioria do tempo tentamos jogar. Fazer as coisas corretas. No segundo tempo erramos muitos passes e isso prejudicou nosso rendimento. No primeiro tempo tivemos mais presença e no segundo inverteu e nos complicamos. Talvez um pouco mais de tranquilidade mudaria a situação. Pensamos rodada a rodada. Essa condição nos incomoda. Almejávamos lutar na parte de cima. É mais que desgastante”, falou e comentou as alterações. “Fato normal e encaro até com naturalidade”, disse.


A campanha do Galo não é boa, em 11 jogos, foram seis derrotas. “Realmente está incomodando e a forma com tem acontecido. É uma sequencia horrível e precisamos trabalhar e buscar um a recuperação. Eu acredito muito nesse time e vamos sair dessa situação”, falou Dorival Junior.
 

O Atlético perdeu a partida na segunda etapa. O time carioca adiantou Eduardo Costa e posicionou para ganhar a bola pelo alto. A chamada segunda bola, o rebote, foi sempre do time vascaíno. A medida que Marcio Careca levava o time para cima do Galo as jogadas se tornavam mais perigosas.

Neto Berola, o velocista. Renan Oliveira com a criatividade. Mancini com a experiência foram as modificações do treinador e não deram o resultado pretendido. “Não da forma como queríamos. Tinha a certeza que esses três jogadores iriam nos ajudar. Não quero ficar culpando ninguém. Sou o responsável. O jogo foi equilibrado e eles tiveram mais tranquilidade. Essa tem sido a tônica de uma equipe que tenta, tenta e não consegue jogar dentro de uma normalidade e cada vez mais a situação fica ruim”, confirmou.
 

A diretoria do Galo veio à imprensa para anunciar uma busca junto a Confederação Brasileira de Futebol da escalação de árbitros mais experientes. Eduardo Maluf direcionou a fala dele ao fato do Edivaldo Elias da Silva ser inexperiente para uma partida tão importante.  “Não falamos em arbitragem em nenhuma rodada. Hoje foi um absurdo a arbitragem. Ele deu seis cartões amarelos e um vermelho ao Atlético e dois pênaltis e vamos colocar a responsabilidade disso nas mãos do diretor de arbitragem da CBF. Vamos sair dessa situação, ainda temos duas contratações a fazer”, falou.
 

O Galo volta a campo pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, quarta-feira, dia 27, às 19h30min, novamente no Ipatingão e dessa vez contra o Fluminense.
 

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.