sexta-feira, 23 de Março de 2012 16:53h Atualizado em 24 de Março de 2012 às 09:24h. Luciano Eurides

Galo quer evitar qualquer remota surpresa

Líder do Campeonato Mineiro e com 100% de aproveitamento na temporada, o Atlético enfrenta o Democrata às 16h deste sábado, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, buscando a classificação antecipada para as semifinais do Estadual e a 9ª vitória consecutiva. O time de Governador Valadares é o último colocado.
O Galo lidera a competição com 21 pontos e, em caso de vitória sobre o time de Governador Valadares, garante, no mínimo, a terceira colocação nesta primeira fase. O Atlético-MG encerrou nesta sexta-feira a preparação para o jogo de sábado, contra o Democrata-GV, na Arena do Jacaré. Logo após as atividades, o treinador alvinegro divulgou a lista de atletas relacionados para o confronto, e a surpresa ficou por conta da ausência do meia-atacante Danilinho, que na semana passada faltou a um treinamento e ficou fora do jogo contra o Villa Nova.
O técnico Cuca disse que não se trata de nenhum tipo de punição ao atleta pela falta injustificada, e explicou a ausência, afirmando que o jogador precisa aprimorar a condição física para voltar a buscar espaço no time do Atlético. Para lugar de Danilinho, Cuca convocou Nikão, que estava no futebol baiano e retornou ao Galo nesta temporada, mas ainda não teve chances de atuar.
Sobre a equipe para enfrentar o Democrata-, o treinador continua sem poder contar com o zagueiro Leonardo Silva e com o armador Bernard, que se recuperam de lesão. Outro desfalque é o argentino Escudero, que recebeu o terceiro cartão amarelo e terá que cumprir suspensão. Cuca já sinalizou que Wesley merece uma chance e será titular contra a Pantera. Outra alteração de ordem tática é a saída de Richarlyson para a entrada de Triguinho.
Com isso, o provável time do Atlético-MG para o jogo contra a Pantera deve ter a seguinte formação: Renan Ribeiro; Marcos Rocha, Réver, Rafael Marques e Triguinho; Pierre, Leandro Donizete, Wesley e Mancini; Guilherme e André.
O técnico Cuca alerta que, apesar da campanha irregular do adversário, o Galo precisa atuar com seriedade e empenho para alcançar os seus objetivos. “A torcida pode esperar o mesmo estilo de jogo que a gente vem jogando, que é um jogo com equilíbrio, organizado e de respeito ao adversário. Não é porque o Democrata tem a defesa mais vazada que aqui se pensa que é um jogo fácil, porque todo jogo você tem que construir dentro do campo o placar, a vitória, com humildade, determinação e aplicação, como a gente tem tido”, comentou o treinador atleticano.
O zagueiro Réver compartilha da opinião do técnico. “A gente sabe que tem uma diferença muito grande na pontuação, mas não podemos relaxar e achar que o jogo está ganho. Do outro lado tem profissionais que poderiam estar aqui conosco, então, a gente tem que respeitar a equipe do Democrata, que não vive um grande momento, e usar nossa força para conseguir continuar na ponta da tabela, almejando o nosso objetivo que é classificar em primeiro”, destacou o defensor.
Para o lateral-direito Marcos Rocha, é importante que o Galo se imponha desde o começo da partida. “Temos que respeitar, impondo nosso ritmo de jogo, atacando e buscando resolver a partida no primeiro tempo para não deixar o relaxamento tomar conta da partida. A gente tem que entrar empenhado em buscar o resultado o mais rápido possível para ter tranquilidade no jogo”, observou o lateral.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.