terça-feira, 31 de Março de 2015 10:53h

Galo retoma sequência de vitórias

A vitória por 3 a 0 sobre o Villa Nova, nesse domingo, deixou o técnico Levir Culpi mais tranquilo em relação ao futuro equipe

Foi o quarto triunfo seguido do Atlético (três pelo Mineiro e um pela Libertadores). Na avaliação do comandante alvinegro, após um começo ruim, 'as coisas começam a fluir' melhor.

Para o treinador, o time está jogando e se entrosando. “As coisas começam a fluir com mais clareza. O Villa procurou fazer um sistema defensivo bastante sólido e tentava as bolas aéreas e as puxadas de contra-ataque. Então, nós tivemos criatividade suficiente para fazer três gols. A gente demonstra uma sequência vistosa, mas temos melhorado gradativamente. Alguns jogadores estão retornando e isso tem dado mais consistência para o time”, disse o treinador.

A vitória sobre o Villa Nova colocou o Atlético na segunda posição do Campeonato Mineiro, com 22 pontos. Se vencer o Boa na última rodada e o Cruzeiro tropeçar diante do Tombense, o time alvinegro termina a fase inicial da competição na liderança.

Sempre ponderado, Levir é cauteloso ao analisar o momento atual da equipe. Para ele, o time não era o pior nos momentos de derrotas e nem é o melhor em razão das vitórias. No entanto, não esconde que a confiança atual é outra. “Não dá pra negar, não estávamos bem. O pau vai cantando e é assim que funciona: ‘ninguém mais serve, tem que trocar o time todo’. Aqueles exageros que estamos acostumados a ouvir. Quando começa a ganhar é exatamente o oposto: ‘está no caminho certo, técnico acertou o time, estão jogando por música’. Eu procuro ser mais reservado nesse aspecto. Eu ainda não vejo o time jogando de maneira compacta, como estávamos no ano passado. Temos que melhorar. Mas essa sequência de resultado dá confiança. Hoje, tivemos jogadas bonitas e rápidas", admitiu.

Levir também comentou sobre o atacante Lucas Pratto, artilheiro do Atlético na temporada, com seis gols marcados. Para o treinador, o argentino é um jogador decisivo e com objetividade, características importantes para competições como a Libertadores. “O Lucas Pratto poderia ter mais gols do que tem, ele criou as oportunidades, e uma regularidade que está ok também. É um cara que decide as partidas, ele não gira o campo inteiro, não tem uma técnica muito apurada, mas é objetivo. Ele é um ótimo jogador para Libertadores”, analisou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.