quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2013 05:12h

Galo só volta aos treinos na tarde de hoje

Apesar de ter sentido um pouco, Tardelli suportou os 90 minutos e se mostrou mais confiante para a sequência de jogos.

O Atlético-MG já tinha um time competitivo na temporada passada, tanto que o Galo ficou com o vice-campeonato Brasileiro. A diretoria alvinegra reforçou ainda mais o elenco para 2013, principalmente no setor ofensivo,  e com a chegada de jogadores como Tardelli, Luan e Alecsandro, a disputa por posições na equipe tornou-se acirrada.
Titular absoluto em 2012, Jô não considera que seja dono da posição, e, por isso, tem trabalhado para não sair do time. O jogador balançou as redes nos três últimos jogos do Atlético-MG, o que tem deixado o atleta animado com o bom começo de temporada. "Estou feliz que no começo do ano estou conseguindo fazer os gols. Espero manter essa sequência boa e ajudar o Atlético-MG nos próximos jogos", disse Jô, que destaca a qualidade do ataque alvinegro, principalmente com Alecsandro, que também marcou na vitória contra o Araxá por 3 a 0, no último domingo. "O gol do Alecsandro mostrou a força do grupo. Ele está de parabéns", disse Jô, que ainda comemora a vitória contra o Ganso. "Muita gente achou que a gente ia relaxar depois do primeiro gol, mas a gente conseguiu manter a concentração e ficar com a posse de bola", comentou.
O atacante Diego Tardelli fez contra o Araxá seu segundo jogo desde o retorno ao Galo. O atleta estava no futebol do Catar e ainda vai precisar de tempo para readquirir a forma física, já que a rotina de treino no Brasil é diferente. Apesar de ter sentido um pouco, Tardelli suportou os 90 minutos e se mostrou mais confiante para a sequência de jogos. "Independentemente de não estar na melhor forma física, me senti bem dentro de campo, confiante e aguentei os 90 minutos. Senti cãibra no fim, mas isso é normal. Espero que com a sequência de jogos o melhor futebol e a condição apareçam", declarou.
Com Ronaldinho Gaúcho poupado, Tardelli atuou mais recuado, exercendo a função de R10. O jogador afirmou que ficou feliz pela exibição que teve, procurando se movimentar bastante e ainda arriscando alguns lançamentos, característica de Ronaldinho Gaúcho. "Na verdade, fiz a função que o Ronaldinho costuma fazer, mas no meio-campo, tentando cadenciar a bola. Dei um pouco mais de velocidade e lançamentos quando estava com a bola no pé, sempre me movimentando. Estou feliz pela partida", disse.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.