quarta-feira, 13 de Maio de 2015 11:35h

Galo tem Guilherme para a Libertadores

Um dos principais nomes em jogos decisivos do Atlético, o armador Guilherme retornou aos treinos na tarde desta segunda-feira, na Cidade do Galo

Ele se recuperou de um estiramento no músculo adutor da coxa esquerda e deve enfrentar o Internacional hoje, em jogo de volta das oitavas de final da Libertadores, no Beira-Rio.
O meia se machucou na primeira partida da final do Campeonato Mineiro, diante da Caldense, no Mineirão. Após duas semanas, ele voltou a fazer trabalho de campo e é um dos 20 atletas relacionados pelo técnico Levir Culpi para o duelo em Porto Alegre.
O treinador comandou um trabalho fechado para a imprensa no CT de Vespasiano e faz mistério quanto à escalação do Atlético. Sem Guilherme no jogo de ida, Levir Culpi optou por Dátolo centralizado, com Luan e Thiago Ribeiro pelos lados. Um novo treinamento foi realizado ontem para conhecimento do gramado do palco da partida.
Decisivo em dois momentos cruciais na temporada, o atacante Lucas Pratto se concentra agora para o jogo que “vale o semestre” para o Atlético. Nesta quarta-feira, contra o Internacional, o time alvinegro decidirá o futuro na Copa Libertadores. Precisa vencer ou empatar a partir do placar de 3 a 3 para manter o sonho vivo. Igualdade de 2 a 2 leva a decisão para os pênaltis.
Pratto já ajudou o Atlético em dois jogos decisivos, ambos fora de casa. Na fase de grupos da Libertadores, marcou o tento da vitória por 1 a 0 sobre o Santa Fé, na Colômbia. Pela semifinal do Campeonato Mineiro, marcou duas vezes contra o Cruzeiro, no triunfo que levou o alvinegro à final da competição. Agora, o argentino quer mostrar seu poder de decisão no Beira-Rio. “Nosso sonho é chegar na final da Copa e esta é uma partida determinante nesse semestre. Vamos tentar a classificação e estamos confiantes em nós mesmos de que podemos ir lá e ganhar”, disse o centroavante, artilheiro do Atlético na temporada.
Pratto diz que o time precisa de concentração total durante os 90 minutos. No empate de 2 a 2 no Independência, na primeira partida do confronto, o Atlético sofreu dois gols evitáveis. Na estreia do Brasileiro, quando os titulares foram poupados, uma falta de atenção evitou a vitória sobre o Palmeiras no último minuto. “Temos de estar ligados em todo o jogo. No sábado (contra o Palmeiras) perdemos dois pontos e podíamos ter ganhado como visitantes na estreia do Brasileiro. Agora também é um rival fora de casa e temos de estar focados os 90 minutos, ou mais, para não tomarmos gol e nos classificarmos. É um rival que tem a mesma aspiração que a gente, vai ser difícil, mas estamos com a mesma confiança. Sabemos que só depende da gente, temos de ganhar e trazer a classificação para Belo Horizonte. Espero que todos entrem em campo para decidir”, destacou o argentino.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.