sexta-feira, 20 de Março de 2015 10:13h

Galo vence e já pensa na sequência da Libertadores

O Atlético mostrou nessa quarta-feira que promete dar grandes emoções à torcida, como em 2013, quando conquistou a Libertadores

Depois de duas derrotas consecutivas nas primeiras duas partidas do torneio, o time foi buscar uma suada vitória por 1 a 0 sobre o Independiente Santa Fé, em Bogotá.
O triunfo, da forma como ocorreu, emocionou o técnico Levir Culpi. “Você sabe como é o Atlético, movido a emoções e dramas, como esse que passamos hoje (quarta-feira), mas não precisava ser tão dramático. Mas isso que é o gostoso de trabalhar no Atlético. A gente poderia ter feito o segundo gol, o time deles tem um conjunto muito bom. A vitória melhorou muito nossa chance de classificação e, agora, em casa, você pode imaginar o que a torcida vai fazer e nós vamos fazer juntos”, disse.

Levir espera também que a vitória dê um pouco mais de tranquilidade ao Atlético, que somou seus primeiros três pontos no Grupo 1. A equipe ainda está na última colocação da chave, mas um triunfo diante do mesmo Independiente Santa Fé na próxima rodada, dia 9 de abril, no Independência, coloca os mineiros de vez na briga pela classificação. “No jogo de volta contra eles, daqui três semanas, a gente pode dar um retorno maior em termos de conjunto. Com uma vitória como essa, a tendência é o time se encaixar. Emocionalmente, a vitória vale muito, dá um gás para o futuro. Estou feliz da vida e vamos dar continuidade”, apontou o treinador.

Feliz pelo triunfo, o treinador espera que o triunfo mude o rumo do alvinegro na competição continental. “É outro Atlético. Determinados jogos jogam um campeonato por água abaixo. Da mesma forma, você entra no campeonato e vira favorito. Existem muitas alternâncias na parte emocional. O Atlético, pelo DNA, já é assim. Estou feliz da vida”, completou.

A vitória sobre o Santa Fe reacendeu as esperanças do Atlético na Copa Libertadores e deixou o presidente Daniel Nepomuceno mais animado. Após a partida em Bogotá, o mandatário revelou que vai iniciar conversas para levar para o Mineirão o jogo contra os colombianos, que abre o returno do grupo 1 do torneio, marcado para o dia 9 de abril, em Belo Horizonte. “A gente precisava levar esses três pontos para casa, até para o torcedor comemorar e acreditar no clube e ir para o Independência ou Mineirão, a gente ainda vai decidir, para conseguir os seis pontos e entrar na competição de vez”, declarou Nepomuceno à Rádio Itatiaia.
Depois de conseguir os três primeiros pontos na Libertadores, o presidente alvinegro aposta na força da torcida para empurrar o time para outra vitória, o que recolocaria o Atlético de vez na briga pela classificação às oitavas de final. Segundo Nepomuceno, a definição do local da partida contra o Santa Fe, inicialmente marcada para o Independência, sairá nos próximos dias. “Vamos sentar, estamos avaliando jogo a jogo, com muita responsabilidade. Em questão de dias a gente já define para deixar a torcida mais tranquila. Vamos precisar demais dela porque o time do Santa Fe é forte. Nosso time nunca foi ruim, sempre foi bom, mas que deu azar. Porém, agora, não podemos achar que somos o melhor do mundo. Tem que ir com calma”, avaliou.
A partida contra o Colo-Colo, na última rodada do grupo, dia 22 de abril, já estava confirmada para o Mineirão porque o Independência estará cedido para um show da banda norte-americana, KISS.
Agora, além de negociar com a Minas Arena, o Atlético precisará convencer a BWA, parceira comercial do clube no estádio do Horto. “Contra o Colo-Colo já é no Mineirão. Estamos avaliando o momento. É chegar em Belo Horizonte, sentar e ver a melhor condição, tanto com a BWA quanto com a Minas Arena, e decidir”, finalizou.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.