sexta-feira, 26 de Setembro de 2014 06:41h

Galo vence jogão contra o Santos e entra no G4

Atlético-MG, sempre ofensivo, abre 3 a 0, leva susto, mas segue embalado no Campeonato Brasileiro Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/minuto/Forte-Galo-Santos-G4-BR-14_0_1218478290.html#ixzz3EQf18T2G © 1997-2014 Todos os direitos reservado

A parte preto e branca de Minas Gerais também está em festa. Nesta quinta-feira à noite, o Atlético-MG mostrou novamente sua força no Campeonato Brasileiro, venceu o Santos por 3 a 2 com autoridade na Arena Independência e é o mais novo integrante do G4 da competição. O Galo soma agora 40 pontos, 12 a menos do que o líder e rival Cruzeiro. E, pelo ímpeto de três vitórias consecutivas, o torcedor se pergunta: ainda dá para o título?

Já o Santos, apesar de ter feito frente ao adversário jogando fora de casa, segue na gangorra que o coloca distante de qualquer situação no campeonato. Não briga pelo título, está afastado da zona de classificação para a Libertadores e do risco de rebaixamento. O jogo desta quinta-feira explica um pouco da campanha dos dois times.

O Galo de Levir Culpa não tem medo de briga. Ofensivo por essência, no embalo da parceria entre Guilherme, Datólo, Carlos e Diego Tardelli, não parou de atacar em um só momento, mesmo quando estava com o jogo tranquilo. E começou a construir o placar muito pelas falhas do adversário, frequentes, diga-se de passagem.

No primeiro gol, Tardelli tenta um cruzamento que parecia despretensioso, mas morre nas redes depois de vencer toda a defesa e Aranha, que falhou. O segundo foi ainda pior: Marcos Rocha cruzou da direita, também despretensiosamente, e Cicinho chegou empurrando para as redes, com tudo. Gol contra.

E o Santos fazia boa parte neste momento, o que é pior. Comandado por Robinho, chegou ao ataque, apesar de não transformar isso em chances. Em uma das únicas, Leandro Damião acertou uma bela bicicleta, mas Victor salvou, com a ajuda do travessão.

O Galo foi para o segundo tempo com boa vantagem, agravada pela saída de Robinho, lesionado. Datólo, por sua vez, também saiu machucado. O atacante santista fez mais falta e os donos da casa se aproveitaram disso.

Tardelli, numa das tantas escapadas em que Carlos não desperdiçou o gol (garoto talentoso, mas errou muito), aumentou a diferença e praticamente definiu o jogo. A torcida foi ao delírio, merecido, aliás. É bom registrar que, antes da partida, os atleticanos gritaram o nome do goleiro Aranha e o aplaudiram, em solidariedade ao caso de racismo sofrido pelo santista.

Depois do terceiro gol, o Galo seguiu em cima, a marca desse time de Levir. Mas também abre espaços e o Santos, na batuta de Lucas Lima, evitou um desastre. Primeiro com Thiago Ribeiro e depois com Geuvânio, o Peixe fez jus ao grande jogo no Horto: 3 a 2.

Na próxima rodada, o Galo recebe o Vitória, na Arena Independência, no domingo. No mesmo dia, o SAntos recebe o Goiás, no Pacaembu. Com realidades bem diferentes.

Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/minuto/Forte-Galo-Santos-G4-BR-14_0_1218478290.html#ixzz3EQf4Ia7y
© 1997-2014 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.