quinta-feira, 7 de Janeiro de 2016 12:38h Atualizado em 7 de Janeiro de 2016 às 12:42h. Site Oficial do Cruzeiro

Garotos do Sada Cruzeiro vão jogar mais uma edição da Superliga B

Os jogadores das categorias de base do Sada Cruzeiro terão novamente grandes desafios e a chance de mostrar seu talento em 2016

Começa em janeiro a disputa da Superliga B, divisão de acesso do voleibol nacional, e pela terceira vez o time celeste participará do torneio nacional. Em 2015, o Sada Cruzeiro colocou os garotos da base para enfrentar equipes profissionais e, além de toda a experiência, os jovens talentos conquistaram também o título da competição. E depois do sucesso do projeto em parceria com o Centro Universitário de Sete Lagoas – Unifemm, o campeão Sada Cruzeiro Unifemm volta às quadras para lutar pelo bicampeonato.

E a torcida de Sete Lagoas deu muita sorte aos cruzeirenses. O clube estrelado terminou a competição invicto em casa e contou com o apoio nas arquibancadas para chegar a triunfos importantes, como as duas difíceis vitórias sobre o Sesi na semifinal, que levaram o Sada Cruzeiro Unifemm à decisão. Por isso, a equipe celeste quer seguir contando com os torcedores da região para trilhar mais um caminho de conquistas.

"A parceria com o Unifemm e com Sete Lagoas é muito importante para gente. Tivemos um grande apoio da instituição e do torcedor da cidade e vencemos todas as partidas que disputamos em casa no ano passado. Esperamos repetir uma boa campanha e contamos com o apoio de todo mundo para continuar fazendo um grande trabalho. A gente espera proporcionar uma alegria na torcida de ver novos talentos representando a cidade, o Cruzeiro e a Sada com orgulho e determinação", destacou o treinador da equipe, Henrique Furtado.

Ele também falou sobre o peso da competição nacional para a formação dos atletas das categorias de base. "Para nós é uma alegria muito grande disputar mais uma Superliga B, uma competição importante e que pode proporcionar uma evolução muito grande para os nossos atletas da base. Conseguimos jogar em um nível mais forte do que os garotos estão acostumados, então é um grande desafio. O objetivo é evoluir a cada dia, a cada jogo. Nós aprendemos nesses anos que o caminho para ganhar é complicado, mas que sempre é possível. Então estamos fazendo um trabalho muito focado para, cada vez mais, deixar nossos atletas em condições de fazer parte da nossa equipe profissional", finalizou.

E os cruzeirenses terão a força da torcida a favor logo na estreia. Serão duas partidas em casa nesta primeira fase. A primeira no dia 20 de janeiro, quarta-feira, contra o Montecristo, de Goiânia, e a segunda no sábado, 23, diante do carioca Botafogo. O time cinco estrelas segue mandando seus jogos no Ginásio do Unifemm, em Sete Lagoas.

Nesta edição, com um número recorde de participações, a Superliga B terá 13 equipes postulantes ao título. Além do Sada Cruzeiro Unifemm e do Sesi-SP, que também disputa com um time formado por garotos da base, estão na briga Super Vôlei/Santo André (SP), São Bernardo (SP), Flamengo (RJ), Botafogo (RJ), Uberlândia/Gabarito (MG), Montecristo (GO), ASPMA Araucária (PR), Caramuru (PR), Upis/Brasília (DF), Itajaí Pro Vôlei/FMEL (SC) e Apan/Barão/Cremer (SC).

Primeiros jogos do Sada Cruzeiro Unifemm na Superliga B

20/01/2016 - 19h - Sada Cruzeiro Unifemm x Montecristo (GO) - Ginásio do Unifemm - Sete Lagoas

23/01/2016 - 17h - Sada Cruzeiro Unifemm x Botafogo (RJ) - Ginásio do Unifemm - Sete Lagoas

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.