sexta-feira, 9 de Outubro de 2015 11:35h

Givanildo Oliveira ganha tempo para treinar e esperar pela recuperação de alguns jogadores

O América inicia hoje à tarde, no CT Lanna Drumond, uma preparação de 10 dias para o jogo contra o ABC, no dia 17 (sábado), em Natal

Com a terceira posição assegurada no grupo de acesso da Série B, com 51 pontos, o prazo mais alongado para treinar é fato raro. Nas duas últimas rodadas, por exemplo, o time venceu o Mogi Mirim, em Mogi das Cruzes, no sábado, em jogo realizado às 21h, retornou para Belo Horizonte no domingo à tarde, e fez apenas uma atividade leve para enfrentar o Macaé na terça-feira.

A comissão técnica irá aproveitar o período para recuperar alguns atletas que estão deixando o departamento médico, para que o técnico Givanildo Oliveira tenha mais opção para formar sua equipe. A expectativa é grande, principalmente, em relação aos laterais. “Nunca desejamos tanto uma parada como essa. Há a situação dos que vinham jogando, que terão tempo para descanso, e vamos esperar os nossos laterais. O Bryan já vem treinando, o próprio Walber é uma possibilidade. Vamos aproveitar bem essa parada para que os contundidos se recuperem”, comemora Givanildo Oliveira.

Bryan, que já está participando dos treinos com bola, espera estar em condições de ajudar o grupo no jogo contra o ABC. Ele sofreu uma lesão grave, agradece ao departamento médico e de fisioterapia pelo excelente trabalho em sua recuperação. “Estava previsto algum tempo a mais para minha recuperação, que foi muito grave. Tirando cirurgia de joelho, segundo os médicos, essa é a mais grave (ruptura muscular). Quero agradecer ao departamento médico, ao departamento de fisioterapia por tudo que fizeram e estão fazendo por mim”.

Bryan diz que não vê outro momento melhor para voltar ao time, terceiro colocado na reta final da competição. “Não existe momento melhor, com o time no G4 e jogos decisivos. Desde o dia em que machuquei coloquei na cabeça que mais importante era me recuperar a tempo de pegar pelo menos dois jogos finais. Mas Deus me abençoou e vou pegar mais jogos. Minha cabeça ta boa demais, estou treinando de segunda a segunda e, agora, é fazer o que o Givanildo pedir e ajudar a equipe”.

O lateral Robertinho iniciou o período de transição da fisioterapia para a parte física, na fase final da recuperação da torção no tornozelo direito. O também lateral Walber, o volante Douglas Dopô e o atacante Rubens seguem em tratamento e passam por revisão médica à tarde.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.