quinta-feira, 4 de Abril de 2013 05:00h Atualizado em 4 de Abril de 2013 às 05:05h. Luciano Eurides

Goulart e Bruno Rodrigo na busca por vaga no Cruzeiro

Foi uma coisa estudada e agora temos que acertar como time, como equipe.

Ainda em fase de trabalho para a consolidação da equipe cruzeirense, o técnico Marcelo Oliveira deu mostras de que deve utilizar o meia Ricardo Goulart e o zagueiro Bruno Rodrigo na partida do próximo domingo (07), contra o América-MG, às 16h, no Mineirão, pela 9ª rodada do Campeonato Mineiro.

Marcelo Oliveira não confirma, mas espera por essas modificações. “Em principio sim. Ainda vamos trabalhar taticamente. Alguns movimentos técnicos. Mas de imediato seria o Ricardo (Goulart). Em questão de posicionamento vamos adequar. Já o Bruno (Rodrigo) fez um trabalho coletivo na última segunda-feira (01) contra os juniores e, pelos treinamentos, deve jogar Bruno e Léo”, disse o comandante da Raposa, em relação aos prováveis substitutos do atacante Dagoberto, que cumpre suspensão, e do zagueiro Paulão, que se recupera de uma contusão na coxa esquerda.

O treinador comentou ainda sobre as opções que o forte elenco estrelado proporciona e a consequente disputa pelas vagas de titular, em uma equipe ainda em formação. “Essa concorrência é saudável, legítima e foi planejada na montagem de um elenco para se disputar títulos. Foi uma coisa estudada e agora temos que acertar como time, como equipe.”, comentou.

Marcelo Oliveira espera um confronto muito difícil contra o América-MG, segundo ele uma equipe em crescimento e que irá encarar a partida contra o Cruzeiro com dose extra de motivação pela recente mudança de treinador  (Paulo Comelli assumiu, há 22 dias, o comando técnico em substituição a Vinícius Eutrópio) e especialmente pela disputa por uma das vagas na semifinal do Campeonato Mineiro. “América-MG e Cruzeiro é um jogo tradicional. O América-MG passou por período de dificuldades, mas está se fortalecendo. Fez dois jogos muito bons, principalmente contra o América-TO, jogo envolvente. E mudança no comando gera motivação maior, o América-MG briga por classificação. Será um jogo bom e difícil para o Cruzeiro. Mas estamos preparados, sempre evoluindo e buscando a liderança que nos dá vantagem”, afirmou.
Apesar de o Cruzeiro não ser o mandante da partida contra o América-MG, no próximo domingo (07), no Mineirão, o volante Nilton disse que a equipe celeste jogará em casa, fato bastante positivo para o time crescer ainda mais de produção e contar com o apoio irrestrito da maior torcida de Minas Gerais. “A equipe vai ter um clássico mais uma vez jogando no Mineirão. Não deixa de ser nossa casa, ficamos à vontade. O torcedor vai comparecer novamente, o que é muito bom para a nossa equipe. Cada vez o entrosamento aumenta. Os jogos servem de lições e esperamos ter mais uma vitória em um clássico, o que seria muito importante”, observou o atleta, que elogiou o trabalho físico desempenhado na Toca da Raposa II, a cargo dos preparadores físicos Juvenilson de Souza, Quintiliano Lemos e Eduardo Freitas. “Está parecendo até pré-temporada, parece que não acabou. Mas é bom aprimorar cada vez mais a preparação física, que só beneficia o grupo, para que não falte dentro do campo”.

O atleta estrelado enalteceu também a insistência do técnico Marcelo Oliveira com as bolas aéreas do time, para que a Raposa possa tirar ainda mais proveito dessa jogada durante a temporada. “O professor trabalha muito a bola parada, o que pode fazer diferença. A nossa equipe trabalha repetidamente cobrança de falta, escanteio, marcação também, para não deixar muito aberto. Temos que explorar a bola aérea em todos os jogos. O Marcelo Oliveira sempre repete isso, insiste um pouco mais para termos êxito, para termos sempre oportunidades de gol em bola parada”.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.