quinta-feira, 8 de Novembro de 2012 12:03h Gazeta do Oeste

Gramado do Independência passará pelo 1º teste para comprovar eficácia em eventos


A Arena Independência passará pelo primeiro teste para comprovar se é realmente multiuso na próxima quinta-feira. Desde que foi reaberto, o estádio só recebeu partidas de futebol, mas no dia 15 de novembro terá um show do francês David Guetta, reconhecido mundialmente em eventos de música eletrônica. De olho em aumentar o faturamento, a BWA, parceira comercial do Atlético no Horto, garante que não haverá prejuízos nas condições do gramado para a partida entre Galo e Atlético-GO, que será realizada três dias depois em BH.

“O público não ficará apenas no gramado. A nossa estrutura é diferente do Engenhão, por exemplo, que tem o anel distante do campo. A cobertura especial no gramado será de borracha com microfibra para danificar menos. O gramado está em fase de tratamento desde a reabertura do Independência.”, disse a assessora de comunicação da concessionária, Nina Abreu, em nome da diretoria, antes de comentar sobre a necessidade dos eventos externos para a empresa.

“O futebol não vai sustentar a Arena. A gente precisa faturar. O nosso cronograma é de montagem na quarta-feira e desmontagem na sexta-feira. Sábado toda área do gramado e arquibancada estarão desmontadas. É uma arena multiuso e será alugada para diversas ações. Já está alinhado com a Secopa e com os clubes” completou.

O Superesportes conversou com o engenheiro agrônomo Alexandre dos Santos, que trabalha na Greenleaf, responsável pela manutenção do gramado dos dois principais estádios da capital mineira e do país, que afirma não ter nenhum prejuízo no campo com a proteção que será implantada.

“O gramado fica isolado da luz solar e fica meio amarelado. A preocupação maior é não ter comprometimento do piso. Aplicamos fertilizantes para não ter descompactação e aeração Pode ter jogo no dia seguinte normalmente. O Independência não terá prejuízo para o gramado. Na parte visual pode ter alguma coisa. O piso especial é próprio para eventos sobre gramados. Ele é usado mundialmente, como no estádio do Barcelona e do Real Madrid”, frisou.

Como é parceiro da BWA, o Atlético divide os custos da produção com a empresa, mas terá direito a 45% do lucro do evento. América e o Estado ficam com 5%. O jogo entre Cruzeiro e Bahia, marcado para quatro dias antes do show, também não terá problemas em relação à montagem da estrutura para o evento.  

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.