terça-feira, 22 de Março de 2016 11:10h Luciano Eurides

Guarani amarga mais um empate dentro de casa

O Guarani de Divinópolis assumiu a lanterna do Campeonato Mineiro ao empatar em 2x2 com o Boa Esporte, em jogo realizado no Waldemar Teixeira de Faria

O time, mesmo motivado pela chegada do treinador Ramon Menezes, não conseguiu impor o bastante para os necessários três pontos, e está em uma situação desesperadora na competição estadual.

O jogo teve fases distintas. O Guarani começou dando mostras que seria diferente, saiu na frente, com um gol de Júnior Barros, ele recebeu na frente e, na saída do goleiro, tocou para o fundo do gol. Logo em seguida, foi a vez do gol do Boa Esporte. Silas chutou fraco, o goleiro Leandro já caía para o canto esquerdo, a bola desviou em um montinho artilheiro e foi o gol de empate. O Guarani ainda obrigou o goleiro Rômulo a fazer excelentes defesas, mas o placar permaneceu 1x1 na primeira etapa.

 

 

 

No segundo tempo, foi a vez do Boa Esporte iniciar melhor e conseguir o gol da virada, Thaciano chutou para incomodar de vez o Tamanduá. O resultado era muito ruim para o time da casa, então se jogou ao ataque. O gol de empate veio com o lateral Cordeiro, depois do cruzamento, Genalvo desviou e o goleiro defendeu. Cordeiro teve só o trabalho de colocar a cabeça e deixar a bola no fundo da rede para dar números finais. Isso porque, nos minutos finais, o time do Guarani perdeu um gol incrível. A bola cruzada, Rodolfo defendeu, Marcos Vinícius caído, devolveu a bola para a frente do gol e não havia ninguém para empurrar, a defesa tirou a bola e o Boa Esporte levou um ponto para a cidade de Varginha.

O jogador Marcos Vinícius falou após a derrota. “Estamos tristes com esse resultado, queríamos sair daqui com essa vitória, estávamos conscientes da realidade, temos de entender que não pode haver mais erro em lugar nenhum, nem na frente e nem atrás, temos que manter o Guarani onde encontramos, é nossa obrigação. A equipe deles se colocou lá atrás e conseguimos as oportunidades, mas não para concluir em gol, a bola passava em cima da linha, pega na canela, e acabou não entrando, mas pode ter certeza, estamos muito frustrados com isso”, disse o atacante.

 

 

 

O treinador Nedo Xavier, da equipe do Boa Esporte, analisou a partida de forma rápida e eficiente. “Um bom jogo, difícil, começamos perdendo, viramos, jogamos muito tempo com um jogador a menos e mérito dos jogadores, que seguraram esse empate e nos deixaram com vantagem sobre o Guarani e temos um jogo em casa para vencer, vencer ou vencer. Foi o resultado que as duas equipes que vivem um momento delicado apresentaram, o empate não foi ruim”, disse.

O treinador do Guarani, Ramon Menezes, lamentou o resultado. “Futebol é físico, técnico e tático. Um jogo de erros e acertos, tem de estar organizado dentro de campo, não adianta se atirar totalmente, porque tem os contra-ataques. Tem de saber quando se tem a bola, especialmente com um a mais dentro de campo, colocá-las pelas beiradas, coisa que tentamos muito por dentro. Vamos procurar minimizar isso até o próximo jogo. O quadro não é fácil, mas eu ainda confio, precisamos minimizar os erros, trabalhar muito durante a semana. Vamos colocar aquele que estiver melhor, que tiver espírito e aquele que não entrar nesse espírito vai ficar para trás”, avisou.

 

 

 

Autor do segundo gol, o lateral Cordeiro falou em motivação. “Trabalhamos a semana toda para fazermos aquilo que sabemos, um gol fiz, mas não valeu de nada, trocava por uma vitória, mesmo que fosse com gol contra. Nosso espírito tem que ser de motivação, não podemos abaixar a cabeça, temos que trabalhar mais e procurar colocar em prática. A palavra é ‘Motivação’, estamos correndo e trabalhando, falta de empenho não pode cobrar, estamos correndo para caramba, mas frente à Caldense vamos também conseguir os resultados”, considerou.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.