terça-feira, 10 de Fevereiro de 2015 12:04h Atualizado em 10 de Fevereiro de 2015 às 12:14h.

Guarani empata frente o Villa Nova e recebe o Cruzeiro na quarta-feira

O Guarani de Divinópolis foi à cidade de Nova Lima onde enfrentou o Villa Nova pela segunda rodada do Campeonato Mineiro 2015

O empate em 1 a 1 não deixou o time divinopolitano satisfeito. Para os jogadores foram mais dois pontos perdidos e a situação complica pela sequência de jogos. Amanhã o adversário é o Cruzeiro, dia 21 joga contra a Caldense, em Poços de Caldas, e depois contra o Atlético Mineiro, no Independência.
Na partida em Nova Lima o Guarani fez um bom primeiro tempo, quando dominou a partida, fez Thiago Braga trabalhar e ainda conseguiu o gol. A bola cruzada por Roger para Michel Cury chegar chutando de primeira aos 29 minutos do primeiro tempo afundou a rede e fez o 1 a 0. Os jogadores aprovaram a participação. “O time está bem, criamos e fizemos o gol, tivemos o domínio da partida e temos a condição de ampliar o placar”, falou Fábio Júnior. “Agradou, mas não podemos entrar no tumulto deles, solicitamos essa inversão e encaixamos, o gol saiu”, disse Gian Rodrigues.
No segundo tempo o Guarani continuou tocando a bola. O time vencia o jogo com o placar da etapa inicial e não aproveitava as chances, especialmente nas inúmeras falhas do zagueiro Danilo Costa. A única chance do Leão do Bonfim foi um pênalti muito duvidoso apitado pelo árbitro Renato Cardoso Conceição (CBF/FMF). Roger foi imprudente, na verdade, mas o atleta Michel Douglas pisou na bola, se projetou sobre o lateral e a arbitragem marcou a penalidade. Edvan cobrou e empatou o jogo.
No final da partida os atletas lamentaram os dois pontos perdidos, o time jogou melhor e apenas empatou a partida. “Não foi pênalti. O cara se jogou e prejudicou o nosso trabalho, vamos valorizar o ponto ganho”, falou o goleiro George. O zagueiro Thiago Papel analisou como jogada normal o pênalti marcado. “Tenho quase certeza que o Roger errou a bola, mas não acertou o jogador e ele caiu na malandragem dele, mas trabalhar para este tipo de jogada não acontecer mais”, considerou.
O vice-presidente do Guarani, Vinícius Morais, lamentou o empate. “Foi um susto, campo sem marcação, Renato apitou e ninguém entendeu nada, ele estava no meio campo, ele estava distante do lance, saímos com a sensação de perdermos dois pontos aqui. Vale ressaltar a garra do time, aqui sempre foi difícil de jogar, trabalhar e encarar o Cruzeiro”, analisou.
Pela forma do empate do Guarani o time saiu abatido, o autor do gol do Bugre, Michel Cury, disse ter ficado bastante chateado. “A equipe fez um grande jogo, criamos as oportunidades e não conseguimos matar o jogo. Não foi pênalti. Levantar a cabeça, temos um adversário difícil que é o Cruzeiro. Para matar o adversário faltou o segundo gol, o pênalti nos prejudicou e estamos em um bom caminho e temos tudo para surpreender o Cruzeiro na cidade de Nova Serrana”, falou o atleta.
O fato do Guarani dominar o jogo e não sair com a vitória vem se tornando uma constante na vida dos jogadores. O time se sentiu em casa, até mesmo com a torcida a favor. A Guaragolo e a Red Bugre se fizeram presentes com muito barulho e apoio aos jogadores. O treinador Gian Rodrigues demorou a mudar jogadores, alguns poderiam ter participado do jogo, mas a demora em mexer no time o deixa vulnerável.
No estádio Castor Cifuentes estiveram 660 pagantes, muitos destes de Divinópolis, uma renda de renda R$ 6.820. O Guarani usou George, Roger, Marx, Tiago Papel, Jataí (Vinícius Kiss aos 39 minutos do segundo tempo), Iago (Cris aos 30 do segundo tempo e para improvisar a lateral esquerda), Fábio Júnior, Leandro Ferreira, Djalma, Michel Cury, Marcinho (Walterson aos 30 minutos do segundo tempo). O volante Rafael Jataí recebeu cartão amarelo, o primeiro dele na competição. Acumula também um cartão o volante Leandro Ferreira.
A Caldense conseguiu mais um grande resultado no Estadual. O time de Poços de Caldas enfrentou o atual campeão, Cruzeiro, no Mineirão, e arrancou um empate também por 1 a 1. O gol da Veterana foi marcado pelo artilheiro Luiz Eduardo, que chegou a três no torneio.
Tupi e Boa Esporte se reabilitaram após a derrota na estreia. Em Juiz de Fora, os donos da casa receberam o Tombense e venceram por 2 a 1, com o gol da vitória sendo marcado já nos acréscimos da partida. O Boa enfrentou o Democrata, em Varginha, e venceu com dois gols de Natan (2 a 0). Com a derrota, o time de Governador Valadares aparece na zona de rebaixamento, ao lado do Mamoré, lanterna da competição.

 

RESULTADOS DA 2ª RODADA:
América 2 x 1 URT
Boa Esporte 2 x 0 Democrata
Cruzeiro 1 a 1 Caldense
Mamoré 0 a 2 Atlético
Tupi 2 a 1 Tombense
Villa Nova 1 a 1 Guarani


Próxima rodada


3ª 11/02     20h U.R.T             X         Mamoré    Zama Maciel Patos de Minas
3ª 11/02     22h Guarani             X         Cruzeiro     Arena do Calçado Nova Serrana
3ª 12/02     19h30 Caldense             X         Tombense FC    Ronaldão Poços de Caldas
3ª 14/02     17h Tupi             X         América     Mário Helênio Juiz de Fora
3ª 14/02     17h Villa Nova              X         Boa    Castor Cifuentes Nova Lima
3ª 14/02     19h30 Atlético              X         EC Democrata    Independência Belo Horizonte

 

CLASSIFICAÇÃO

Chave Pos. Equipe PG J V D E GP GC SG %AP
Campeonato Mineiro 2015 - Módulo I          
1  Atlético 6 2 2 0 0 4 0 4 100.00
2  Caldense 4 2 1 0 1 7 2 5 66.67
3  Cruzeiro 4 2 1 0 1 3 2 1 66.67
4  América 4 2 1 0 1 2 1 1 66.67
5  Villa Nova 4 2 1 0 1 2 1 1 66.67
6  Boa 3 2 1 1 0 3 2 1 50.00
7  U.R.T 3 2 1 1 0 3 3 0 50.00
8  Tupi 3 2 1 1 0 2 3 -1 50.00
9  Guarani 2 2 0 0 2 1 1 0 33.33
10  Tombense FC 0 2 0 2 0 1 3 -2 0.00
11  EC Democrata 0 2 0 2 0 1 4 -3 0.00
12  Mamoré 0 2 0 2 0 1 8 -7 0.00

 

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.