sábado, 11 de Agosto de 2012 09:22h Luciano Eurides

Guarani encara mais um desafio em casa

O Guarani entra em campo hoje, às 15h30min, no Waldemar Teixeira de Faria quando irá receber o Volta Redonda e precisando vencer e manter acessa a chama da esperança em uma classificação para a próxima fase.

O Guarani entra em campo hoje, às 15h30min, no Waldemar Teixeira de Faria quando irá receber o Volta Redonda e precisando vencer e manter acessa a chama da esperança em uma classificação para a próxima fase. O treinador Gian Rodrigues e o atacante Jhonatan estão suspensos, no caso do atleta ele seria titular, com a punição, Cadu ganha mais uma chance no time titular.

 


O treinador Gian Rodrigues terá de se ausentar do banco de reservas, na carreira de treinador ele já passou por situações semelhantes e garante não influenciará na maneira do time jogar. “Se tem uma visão boa privilegiada, mas se perde porque o atleta está acostumado a nos ver no banco, se fala, chama o nome muda alguma coisa. A informação chega ao atleta com mais velocidade, mas eu não vou deixar de estar, estaremos no vestiário. Estarei falando direto aqui em baixo com rádio e celular”, disse e completou. “O importante é a informação dada no treino, Perde-se o contato, a proximidade, estará falando naquele exato momento. Certamente ficarei mais nervoso”.

 

Com relação a equipe para atuar na partida ele pretendia utilizar Jhonatan para iniciar o jogo, o atleta foi punido no Superior Tribunal de Justiça e terá de cumprir a suspensão, assim ele definiu em manter Cadu e Chico Marcelo será convocado. “Na verdade foi conversado, não treino um time e no dia joga outro. Foi falado para eles, se Jhonatan for absolvido ele joga, como não aconteceu, joga Cadu. O atleta tem de ter a confiança. Dormir e acordar sabendo se vai jogar, se ficará no banco e se ficar, tem de entrar bem. O Marcelo vem fazendo bem a parte dele, uma cobrança de um pouco mais de marcação, mas a saída de bola dele é muito boa e será convocado. Espero não ter surpresas, vai de repente um machuca”, definiu.

 

Em se tratando de classificação o comandante mantem os pés no chão. “Estamos pensando em fazer mais um jogo, dependemos de resultados, temos feito bons jogos, tivemos derrotas injustas, vamos fazer nossa parte, pois se a combinação de resultado acontecer e não tivermos feito nossa parte, o arrependimento será maior”, garantiu e falou sobre a pressão pela vitória. “O atleta que não se incomodar por não estar na zona de classificação, deve ser mandado embora. Temos de acostumar a trabalhar na parte de cima. Se está mal, tem de ficar quieto mesmo. Temos de apresentar bem, e não acontecia, hoje saímos do último para o terceiro lugar”, ponderou.

 

O incentivo vem das arquibancadas, em Aracruz Gian viu o torcedor Silvio Júnior, único do Guarani logo que saiu do túnel. “Foi a primeira coisa que percebi. Parabenizo e nos deixa em uma situação gostosa. O sentimento tem de ser muito forte para fazer uma coisa dessa”, declarou.

 

A partida será apitada por Jose Claudio Rocha Filho. Ele terá a assistência de Daniel Luis Marques e Maiza Teles Paiva. O quarto árbitro é Renato Cardoso da Conceição.

 

O Nacional derrotou o Villa Nova de Nova Lima, na manhã de sexta-feira, na Arena do Calçado, válido por jogo-treino. O Búfalo derrotou o Leão por 5 a 1, com gols de Éder (2), Cláudio Luiz, Marcinho e Juninho Frizzi.

 

O técnico José Ângelo utilizou duas equipes diferente, uma no primeiro e outra no segundo tempo. Como o Nacional não entrará em campo este final de semana pelo Campeonato Brasileiro da série D, a comissão técnica marcou este jogo-treino para manter os atletas bem condicionados e com ritmo de jogo.

 

O Búfalo entra em campo somente na próxima quinta-feira, às 20 horas, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro da série D, contra o Aracruz, no Espirito Santo.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.