quinta-feira, 21 de Julho de 2011 14:03h Luciano Eurides

Guarani estréia hoje na Taça BH

O Guarani estreia hoje na Taça BH de Futebol Junior, contra o Olaria, às 20h30min. O time está pronto, mas não escalado. O motivo de dúvidas em todos os setores se dá pelo Boletim Informativo Diário (BID) e da evolução no tratamento de pequenas lesões.


A partida de estreia sempre é complicada. A ansiedade é normal e mais intensa quando  mais jovem é o atleta. O treinador Gustavo Brancão tentará com muita conversa motivar a equipe e assim ter os jogadores com força total para iniciar bem a disputa. “A equipe está bem, as expectativas são boas, fizemos um bom trabalho, se tivéssemos mais tempo seria melhor ainda e os jogadores que vieram são de qualidade, estamos motivados e unidos, prestes a estrear contra o Olaria. É normal uma ansiedade e irei conversar com todos, uma motivada final, um bate papo sobre a importância da competição para eles, para a comissão técnica e para a cidade. Amanhã também na preleção deverei passar um vídeo motivador”, falou.
 

A escalação do time ainda é uma incógnita, pois contusões e ausência no BID desfalcam o time. Marcelinho Araxá, Guilherme Sousa, Guilherme Braga e Jackson são as maiores duvidas. Eles não treinaram no time titular na tarde de ontem, porque até o início do treino não terem sido liberados na Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O meia Marcelinho também saiu do departamento médico há pouco tempo. O zagueiro Guilherme Souza fez trabalho com a equipe de fisioterapia e é dúvida, no lugar dele treinou Lucão. O volante Guilherme Braga também está fazendo tratamento na coxa direita, mas não deve ser dúvida pela lesão e sim pela documentação. O atacante Jackson também não teve a documentação liberada e não compôs a equipe principal.


O time treinado na tarde de ontem foi Gustavo; Gil, Lucão, Carola e Felipe. Guilherme Santos, Caique, Jeferson e Rodolfo Henrique. Pedrinho e Davi. Brancão avisa que o time será definido nos vestiários. “Irei treinar algumas mudanças, defino a partir do departamento médico e do nome surgir no BID, se eles liberarem jogam, senão temos jogadores a altura para substituir e fazer um bom papel”, considerou.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.