sábado, 20 de Dezembro de 2014 05:04h Atualizado em 20 de Dezembro de 2014 às 05:06h.

Guarani faz primeiro teste para o atual elenco

O Guarani de Divinópolis faz nessa segunda-feira o primeiro grande treino desde a apresentação do elenco

O América Mineiro, que disputará a Copa São Paulo de Futebol Junior, será o adversário. A entrada é uma caixinha de leite longa vida. Para este compromisso o que não importa é o resultado e até mesmo errar é permitido. Este é o propósito, segundo Gian Rodrigues.
O treinador falou da movimentação da equipe no coletivo para a partida dessa segunda-feira. “Movimentação intensa, assimilando os trabalhos feitos fracionados, sendo o momento de já ir aumento aos pouquinhos e se tendo noção do que é o campo real. Foi boa sim a movimentação. Gostei da cara que temos desde o início”, avaliou.
O time que iniciou o coletivo foi George, Gil, Igor Soares, Cris e Iago. Vinícius Kiss, Rafael Jataí, Marcinho, Djalma e Michel Cury. Tardelli. Nas mudanças, principal delas a entrada de Leandro Ferreira e Luís Gustavo, fazendo Kiss e Leandro. Jataí e Luis Gustavo. Leandro e Jataí. Para o treinador era o local de maior intensidade, até mesmo física. “Hoje tem muito a ver com a carga da semana e muitos atletas vêm treinando forte a semana toda e mais períodos, sentem um pouco mais, não por ordem tática e sim física mesmo. Não está definido o time, até mesmo porque é um jogo importante para executarmos aquilo feito até agora, mas importante é eu não perder atleta, não podemos expor atleta em um jogo”, garantiu.
O treinador garante que há uma preocupação com o time do Guarani e não em vencer o treino. “Sabemos que é um time pronto para a disputa da Copa São Paulo, um time de jovens e deve estar correndo demais, quer ver evolução e não há problemas em errar, melhor errar agora, vamos corrigir e cobrir. Principal é ver a evolução e executarmos as variações defensivas e ofensivas feitas no dia a dia.”
Com essa formação, a zaga pode ter a estreia de Igor Soares, zagueiro que veio da base do Atlético Mineiro, onde fez dupla com o zagueiro Jemerson. Ele nasceu no ano de 93, se casou com uma divinopolitana e por isso teve uma certa facilidade em jogar no Guarani. Ele explica essa chegada. “Uma história feliz, minha esposa mora aqui, eu jogar em Belo Horizonte e conhecê-la aqui, saí do Atlético com propostas que não se confirmaram e continuei treinando, agora defendendo o Bugre”, contou o zagueiro nascido em Itaperuna (RJ), de 1,83m de altura e 80kg, casado com Julia Fontes,. “A expectativa é a melhor, estou muito feliz por esta oportunidade e o grupo esta focado com jogadores experientes e jovens que vão nos ajudar bastante e nesse campeonato vamos fazer o melhor possível”, contou.
O atleta sabe o quanto é difícil ser titular em uma equipe de módulo I. “É uma briga sadia e difícil, estou feliz com essa titularidade, já conhecia o Rafael Jataí onde jogamos no Atlético, também Michel Cury, Iago e Jaílson e me sinto em casa”, falou. O zagueiro Marx Ferraz recebeu proposta de jogar no Oriente Médio, assim Igor Soares tem toda a chance de começar jogando. “Isso depende muito do Gian Rodrigues e ele vai escolher, estou ansioso e confiante e também aproveitar a sequencia dos trabalhos”, ressaltou.
Para o campeonato mineiro há uma expectativa muito grande por seis equipes seriadas. Como a competição começa com três favoritos: Cruzeiro, Atlético e América, uma vaga nesse G4, para o atleta Igor Soares, será disputa frente ao Boa Esporte ou Tupi de Juiz de Fora. “A Caldense vem muito forte e o Mamoré subindo, na verdade a briga será com todos e vai ser bem intensa, estamos fazendo um bom trabalho e vai dar tudo certo”, avaliou.
Nesse sábado, treino pela manhã, folga à tarde, domingo livre e reapresentação na segunda-feira para o jogo treino contra o júnior do América.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.