terça-feira, 23 de Junho de 2015 10:00h Atualizado em 23 de Junho de 2015 às 10:01h. Luciano Eurides

Guarani investe em amistosos para preparar equipe para a Taça BH Sub-17

O Guarani de Divinópolis se prepara para a Taça BH Sub-17. Realizou um amistoso no sábado contra o AMDH, terá outro na quarta-feira contra o Nacional de Nova Serrana e no sábado irá à Cidade do Galo enfrentar o Atlético Mineiro

Em casa, na primeira grande apresentação para a torcida, as equipes fizeram um bom jogo, só faltou as redes balançarem, já que a partida terminou sem gols.
Na partida entre Guarani e AMDH, duas equipes se preparando para a mesma competição e com objetivos parecidos. O AMDH se mostrou mais organizado e sabendo onde quer chegar, pecou nas finalizações. O divinopolitano Diego Gonzaga, vindo de contusão, entrou no jogo e mostrou ser o dono da posição. Já o Bugre em sistema de evolução, começou bem e se perdeu no decorrer da partida. Ainda falta distribuir melhor a função de cada um.
O Guarani utilizou no jogo os seguintes atletas: Vinícius, Lucas Gago (Gabriel), Michael, Guilherme e Felipe Alexandre (Ruan); Felipinho (Fiori), Pablo, Luan (Mike) e Jonas (Thalles); Bernardo (João Pedro) e Ythallo (Thales). Pelo AMDH, a atração foi Diego Gonzaga, ex-atleta do Palmeiras de Divinópolis.
Podemos analisar o jogo em dois momentos distintos: o primeiro tempo e a metade da segunda etapa, em que os times fizeram exatamente a programação de seus treinadores. A mudança do esquema do AMDH e as substituições do Bugre levaram o jogo para experiências.
A partida começou com desenhos táticos e as equipes se analisando, os goleiros sem trabalho. Vinícius fez a primeira defesa do jogo, isso aos 11 minutos de jogo. O AMDH dava muito trabalho aos marcadores de Divinópolis, Felipinho em 15 minutos fez três faltas e recebeu cartão amarelo. A resposta do Bugre foi em bola parada, Felipe Alexandre acertou a trave.
O AMDH mudou o jeito de jogar várias vezes, a principal foi quando passou para o 4-4-2 com o meio em losango. Adaptou rápido, entrou com Diego Gonzaga e ainda cedeu espaços para o Guarani jogar, mas como o treinador já mudava o time, o então atacante Thales até poderia melhor ter aproveitado, mas em síntese foi bem.
Na análise do treinador Marco Túlio Cordeiro e mesmo do zagueiro Guilherme, a preocupação é com o setor defensivo. Marco Túlio foi enfático em defender. “Foi ótimo, [com] erros, mas é assim, um força o outro. A movimentação foi boa, muitas modificações e o time manteve o padrão de jogo”, falou.
O zagueiro Guilherme confirma a fala do treinador. “Foi um amistoso muito bom, nível de Taça BH e bom para corrigirmos nossos erros e o placar bom para os dois lados. A defesa jogou bem sim, bem postada, não sofreu contra-ataque e nem grandes perigos ao gol”, destacou.
O atleta Diego Gonzaga, divinopolitano, revelado no Palmeiras de Divinópolis, entrou no jogo, mostrou estar acima do então titular. Ele vem de contusão e foi a primeira partida dele depois do problema na virilha. Recuperado, garantiu ter se sentido bem. “Fiquei três semanas parado, voltei e tentando ainda pegar a forma física para entrar com o time nessa Taça BH e estamos com a meta de ir longe. Foi tranquilo e a volta foi boa contra o os jogadores que joguei com eles aqui em Divinópolis. E isso é bom, estava com saudade deles. O Guarani está com um time bom e em um grupo difícil e confio neles, tem bons jogadores”, avaliou.
A programação de treinos marca atividades diárias às 14h30, no Farião. Na quarta-feira, a equipe faz novo jogo treino, desta vez contra o Nacional de Nova Serrana. No sábado, o time joga contra o Atlético Mineiro, na Cidade do Galo, às 10h30. Boa parte do elenco está envolvida na semifinal da Imef, sendo os do Flamengo e PEC. No jogo contra o AMDH foram utilizados dez do Flamengo e um do PEC, a comissão técnica havia prometido não interferir, mas prejudicou o time Rubro-Negro na última semana e a situação persiste para o próximo final de semana.

 

Créditos: Luciano Eurides

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.