quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012 08:55h Atualizado em 23 de Fevereiro de 2012 às 09:48h. Luciano Eurides

Guarani mantém time e jeito de jogar

O Guarani fez na manhã de ontem um treino coletivo para acertar a saída e velocidade, uma arma a ser usada para vencer o Atlético Mineiro, na tarde de domingo, no Farião. O time da capital mineira deverá sofrer também uma marcação em bloco. O time não deve sofrer alterações e jogar da mesma forma como foi contra o Cruzeiro e o Boa.
Com o campo um pouco reduzido, obrigando assim os jogadores a terem maior agilidade, o treinador Gian Rodrigues comandou o treino coletivo onde colocou como equipe titular a mesma formação que iniciou a partida contra o Boa Esporte. Ele exigiu saída rápida e consciente com a bola. A forma de jogar é a mesma usada contra o Cruzeiro, 4-5-1 quando sem a bola e 4-3-3 com a bola. O homem de frente é Marinho, sem a bola ele marca a saída da zaga adversária, com a bola ele se posiciona entre Magalhães e Walter Minhoca.
A equipe a iniciar a atividade formada por Tiago Regis, Luisinho, Marcio Santos, Bruno Maia, Tita, André, Michel Elói, Léo Medeiros, Walter Minhoca, Magalhães e Marinho. Ivan entrou no time titular na segunda metade do treino, exatamente na função de Michel Elói, ele dez a linha de quatro liberando Walter Minhoca para uma aproximação ao atacante Marinho. A entrada do jogador também possibilitou Luisinho a jogar pelo meio do campo. Já no final do treinamento ainda colocou Chico Marcelo e Ely Tadeu no lugar de Marinho e Magalhães, respectivamente. Outra alteração foi a entrada da Carlinhos, diferentemente da partida contra o Boa, quando Luisinho foi para o meio campo, o ala da direita saiu de campo.
O atleta Ivan, até então reserva na equipe vislumbra a oportunidade de atuar contra o Atlético. “Estou desde o ano passado, cheguei na Taça Minas mas não estava inscrito por conta da transferência, e na semana na estreia do mineiro tive uma lesão muscular e estou voltando agora, com ele me colocando hoje fica a expectativa e tem mais três dias para treinar e deixo a dor de cabeça para ele (Gian Rodrigues). Gosto dessa função, segundo volante pelo lado direito, independente de onde jogar estou a disposição. Tenho a condição de fazer a dobra com Luisinho e ajudar o André na marcação e se possível aparecer como homem surpresa. Estou levinho e treinando bastante, foram três semanas de preparação”, falou o jogador que passou o carnaval em Divinópolis, ao lado da família que veio de São Paulo para matar as saudades.
Para o experiente jogador Luisinho a agilidade na marcação e saída de bola são essências para quem quer vencer a partida e ressalta a importância do time entrosado.  “Criamos uma identidade de jogo, fica bastante com a bola e abrir espaços para fazer o gol. Contra o Cruzeiro conseguimos, contra o Boa criamos as oportunidades e contra o Atlético vamos tocar bem a bola, faze-la girar, o mesmo esquema e time que jogou e assim um entrosamento maior”, falou e explicou não haver uma forma especial de jogar. “Ele (Gian Rodrigues) quer adaptar nosso time a jogar com agilidade, independente contra quem seja. Ele quer a implementação de um esquema, do jeito que ele gosta de trabalhar. Já joguei pelo meio, aqui e em outras equipes e se necessário ficar mais ofensivo, o Gian acaba optando por isso. Eu não tenho preferencia, tanto faz, o importante é estar ajudando a conseguir os tres pontos, estou aqui para ajudar”, declarou.
A última vitória do Guarani sobre o Atlético, foi no ano de 2008, no estádio Independência, por 3x2. Esta também foi a última derrota do Galo para uma equipe do interior.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.