terça-feira, 10 de Julho de 2012 13:42h Luciano Eurides

Guarani marca primeiro ponto na série D

Em sua segunda partida pelo Campeonato Brasileiro da Série D, a primeira fora de casa, o Guarani de Divinópolis foi a Volta Redonda conseguiu e o empate por zero a zero, no Estádio da Cidadania. O técnico Gian Rodrigues mudou o time, Anderson Tôto começou o jogo no meio campo e Cadu no ataque, mas não resolveu o problema da falta de gols do Bugre.

 


Pelo lado do time da cidade do Aço, Elson Roberto fez algumas mudanças na equipe e o time teve uma ligeira melhora, mas continuou errando muitos passes na saída do meio campo para o ataque e pecando nas finalizações, o Voltaço e o Guarani ainda não marcaram na competição.

 

Os times fizeram um jogo muito corrido, mesmo assim os goleiros pouco trabalharam. O time do Rio de Janeiro, montado a poucas semanas e com base no Barra Mansa, da terceira divisão carioca, sentia se incomodado com o Guarani. O time do técnico Gian Rodrigues foi um pouco melhor na segunda etapa, Cadu não rendeu o projetado e no final da partida acabou sofrendo um sufoco.

 

O treinador Gian Rodrigues avaliou como um Guarani superior, que deixou o adversário crescer e o resultado justo. “Primeiro tempo o Guarani bem superior e nos últimos vinte o time deles evoluiu muito e teve chance de fechar o jogo, o resultado não foi injusto não. Na verdade a bola chegou ao ataque, tivemos chances de definir, é uma situação difícil e série D não tem jogo fácil e com certeza não será fácil vencê-los de agora em diante. A pressão é natural, mas teríamos de aproveita-la melhor. Temos de fazer os gols, perdemos chances no primeiro tempo, estamos chegando, e fizemos um grande jogo, só não conseguimos aproveitar quando eles saíram inteiro, deveríamos ter encaixado o contra ataque”, analisou.

 

O lateral Tita acredita que o resultado foi ruim. “Criamos bastante, principalmente no primeiro tempo, e nossa equipe deveria matar o jogo e tirar proveito da situação deles. Valeu o espírito de luta e acho que nossa equipe está no caminho certo e em breve a bola vai entrar e tudo se encaixa. Falta o último passe, colocar os atacantes na cara do gol, para definir mesmo e melhorando isso aumenta o nível da equipe”, disse.

 

A partida teve um público de 117 pagantes, 191 presentes e uma renda de R$ 675,99. Ainda a presença de cinco torcedores do Guarani: Frango, Gustavo, Daniel, Moisés e Silvio.

 


Tanto Volta Redonda quanto o Guarani estão na lanterna do Grupo A6 da Série D, com apenas um ponto. A liderança da chave está com o Friburguense, com sete pontos; a seguir vem o Nacional (MG), com quatro, e Aracruz (ES), com dois.

 

Na próxima rodada o Guarani vai a Nova Serrana onde enfrenta o Nacional, segunda-feira, 20h, na Arena do Calçado.

 

SÉRIE D

 

Já foram 43 jogos, 111 gols marcados, uma média de 2,58 por partida. Os times jogando em casa venceram 18 vezes e fora nove. Um total de 16 empates.

 


A média de publico é 1305, sendo o maior no jogo Sampaio Corrêa/MA 4 X  0 Comercial/PI no dia 01/07 pela 2ª rodada. O menor, entre Cerâmica/RS 3 X  1 Concórdia/SC, também no dia 01/07 e pela 2ª rodada teve 52 torcedores. O total de publico na série D é de 35.224. A arrecadação é de R$ 445.327,50 uma média de R$ 16.493,61.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.