sábado, 21 de Março de 2015 09:13h Luciano Eurides

Guarani muda o time mais uma vez

O Guarani teve uma semana cheia na preparação para o jogo contra o Boa Esporte, neste domingo, 16h, no estádio Melão, em Varginha

O treinador não poderá contar com Leandro Ferreira, por conta do terceiro cartão amarelo, mas tem a volta de Rafael Jataí, este cumpriu suspensão frente o Tombense. Na realidade, para as duas equipes somente a vitória interessa.
O Guarani teve dois momentos fortes na preparação da equipe. O primeiro na quinta-feira, quando os jogadores se fecharam em uma sala e tiveram a oportunidade de falar tudo que gostariam, e até mesmo para o colega de trabalho, uma sessão de lavação de roupa suja. Acompanhou esse momento uma palestra com Renato Moura, empresário do ramo de futebol, a tentativa de provar para o grupo a importância de estar em uma equipe de primeira divisão do Campeonato Mineiro.
Outro momento, nos treinamentos, Gian Rodrigues colocou em campo as alternativas para montar a equipe e levou em consideração o ritmo de jogo dos atletas. Ele não poderá contar com a presença do experiente volante, Leandro Ferreira, mas conta com a volta do também volante, Rafael Jataí. Em relação à equipe que atuou contra o Tombense, ele tem a opção de Washington Júnior ou recuar Vinícius Kiss, que naquela partida jogou de meia. Para o meio campo, tem Michel Cury, este iniciou o último jogo no banco de reservas. O zagueiro Marx treinou, ele que vem de contusão.
O time utilizado na quinta-feira e não confirmado na sexta-feira, teve George, Roger, Marx, Tiago Papel e Carlos Renato. Rafael Jataí e Vinícius Kiss. Djalma, Marcinho e Michel Cury. Fábio Júnior, completando a equipe titular. Ainda foram testadas outras formações, com Washington Júnior de volante, Tardelli de atacante e Jaílson na lateral direita. O jogador Tito, recém-chegado na equipe, está com a documentação regularizada e se torna uma opção para Gian Rodrigues. Na sexta-feira, ele mudou a formação, na defesa entrou Cris no lugar de Marx, Iago na lateral da esquerda e adiantou Carlos Renato para o meio campo, manteve Michel Cury no time reserva. O treinamento final será na manhã desse sábado.
Segundo o treinador, ainda não está definido o time. "O critério é um estudo do adversário, tenho opções e iremos analisar e ver qual a melhor. O Boa tem a característica de marcação individual e o atleta sendo marcado dessa forma, ele tem que ter calma, uma pessoa o tempo inteiro em cima causa irritação, mas fazer essa marcação 90 minutos é complicado e temos atletas capacitados, driblar e sair da marcação, é isso que esperamos. O Michel é uma opção, um profissional dedicado, vamos sentir e ver se usamos ele. Tito chega sem o peso do que estamos vivendo, importante a velocidade dele e a identificação com o clube, após o treino (de sábado) a gente define", falou Gian Rodrigues.
Ainda com relação às atividades extra campo, Gian Rodrigues ressaltou a importância das palestras. "O Renato (Moura) é um empresário bem sucedido, mostrar outro lado, pois a necessidade de vencer, nem precisamos falar nada, eles já sabem, estão conscientes disso. Não estão de cabeça baixa, estão mobilizados e queremos que isso se confirme. A reunião acontece desde a pré-temporada, deixar eles se expressarem e saber as interpretações de cada momento, mais importante é ver o grupo mobilizado", admitiu.
O meia Djalma gostou da formação e ainda contou ter essa pressão para a vitória iniciada dentro do grupo, pois eles são os mais interessados em vencer. “É uma semana decisiva e sabemos da responsabilidade que é esse jogo contra o Boa. Estamos nos preparando da melhor forma possível. A volta do Michel me agrada, é um jogador de qualidade, dos gols que temos ele tem um gol marcado e assistências, um jogador de qualidade e vai agregar, juntamente com Fábio e Marcinho, que também têm grandes qualidades. Tem muita cobrança entre nós jogadores, pois sabemos da qualidade de cada um e se a gente cobra é porque temos qualidade e em um grupo vencedor, existe cobrança”, considerou.
O meia levou em conta a forma de trabalho do Boa Esporte. “Eles têm uma marcação individual, ao contrário da maioria dos times, que marcam por setor, precisamos variar as movimentações e mudar de lugar o tempo todo, achar os espaços e encontrar o caminho da vitória. É uma situação desconfortável que vivemos desde o início do campeonato, sabemos da qualidade do nosso time, não somos medíocres e ficamos só defendendo, temos qualidade e não estamos sendo felizes nos jogos. Nunca vivi uma situação assim, de jogar bem e criar oportunidades, mas dentro desses jogos não vencer nenhum”, avaliou.

ARBITRAGEM
Árbitro: Flávio Henrique C. Teixeira (CBF/FMF)
Assistente 1: Janete Mara Arcanjo (FIFA/MG)
Assistente 2: Celso Luiz da Silva (CBF/MG)
Quarto Árbitro: Hudson Fernandes da Silva (FMF)
Assessor: Rogério Pereira da Costa


RODADA 9
Sábado, 21 de março de 2015
16:00 MAMORÉ X TUPI

Domingo, 22 de março de 2015
16:00 TOMBENSE X ATLÉTICO
16:00 URT X CALDENSE
16:00 VILLA NOVA X DEMOCRATA GV
16:00 BOA X GUARANI
18:30 AMÉRICA X CRUZEIRO

 

Créditos: Luciano Eurides

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.