terça-feira, 6 de Março de 2012 09:01h Atualizado em 6 de Março de 2012 às 09:51h. Luciano Eurides

Guarani perde e requer mudanças

O Guarani foi o primeiro derrotado na Arena do Calçado em Nova Serrana. Em uma noite histórica, onde o novo espaço esportivo do centro oeste era aberto ao público, o Nacional venceu o Bugre, por 1x0, com gol de Alex Maranhão em cobrança de um pênalti muito questionado pela equipe de Divinópolis.
O Guarani não começou bem a partida e a equipe de Nova Serrana em ritmo alucinante conseguiu pressionar o Bugre e o pênalti assinalado pelo árbitro Marcos Vinicius de Sá dos Santos foi motivo de muita reclamação. O time continuou tentando e após os 15 minutos iniciais acabou igualando o volume de jogo e posse de bola. Outro fator importante na partida foi a expulsão de Walter Minhoca, segundo o árbitro ele deu uma cotovelada no adversário, depois de muito tumulto, os times foram para o intervalo. Gian Rodrigues tirou Luisinho e colocou Carlinhos, um lateral pelo outro. No decorrer do segundo tempo o time foi crescendo, criando oportunidades e o gol não acontecia. Mesmo com a entrada de Chibanca e Laércio, que dariam força ao ataque do Bugre, a bola insistia em não entrar.
Dentro de campo o clima foi de clássico. O jogador André falou das dificuldades encontradas e declarou ter sido o pênalti, o fator decisivo para a vitória do Búfalo neoserranense. “Muito difícil até mesmo pelas circunstâncias que foram criadas, estádio novo, inauguração e pecamos nos detalhes, o pênalti não existiu, a expulsão do Walter (Minhoca) não foi, ele até compensou no segundo tempo, mas a coisa já estava difícil. Sabíamos que o time deles viria para cima e o desequilíbrio foi o pênalti. No segundo tempo fomos melhor, igualamos e superamos. A bola na trave do Léo (Medeiros) e a chance do Magalhães e não conseguimos concluir em gol. Quando a bola não entra é complicado”, avaliou André.
Para o experiente jogador Léo Medeiros não houve erro tático ou de formação da equipe. “Temos um treinador muito qualificado, ganhamos do cruzeiro e hoje não conseguimos ganhar e vão colocar a culpa no esquema, agora é falar menos possível e tentar recuperar”, declarou.
No próximo sábado, o Nacional visitará o Atlético na Arena do Jacaré. Já no domingo (11), o Guarani receberá o Democrata de Governador Valadares no Estádio Farião.


FESTA
O clima era de festa na Arena do Calçado e o prefeito de Nova Serrana, Paulo César de Freitas salientou ser o início de um sonho realizado, início porque ainda podem haver outras obras no estádio e a inauguração oficial será contra um grande time do cenário internacional, Flamengo ou Corinthians. “Fico feliz em estregar a Praça de Esportes para o Centro Oeste e não apenas para Nova Serrana. Quem ganha com isso é Minas Gerais, o Cruzeiro  fará jogos aqui, Atlético enfim, é um espaço a mais. Tem de ter vontade política e gostamos de esporte e estamos realizando um sonho antigo. Estamos estudando a possibilidade de chegar o estádio a 25 mil pessoas, vamos conversar isso e fazer o estudo. O recurso garantido é para esse ano e vamos inaugurar com um grande evento esportivo, talvez Flamengo ou Corinthians. Não é para demorar muito”, garantiu.
 

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.