terça-feira, 27 de Março de 2012 12:04h Luciano Eurides

Guarani perde em Juiz de Fora

O Guarani sofreu a quarta derrota em sequencia frente o Tupi de Juiz de Fora. A partida realizada no estádio Radialista Mário Heleno teve o placar de 3x1 para a equipe da Zona da Mata. A próxima partida do Bugre será em Divinópolis, contra a Caldense, domingo 16h, no Farião.
O time de Divinópolis sofreu o gol muito cedo, ainda com três minutos de jogo, depois passou a mandar no jogo, boa posse de bola, criando jogadas e se dando o luxo de perder gols. O time de Divinópolis chegou ao empate. Com dez minutos do segundo tempo, Magalhães fez justiça, já que o Bugre era melhor em campo. No segundo tempo, o divinopolitano Michel Cury marcou o segundo gol e colocou o Tupi a frente no marcador. Cury chutou da marca penal depois do cruzamento de Léo Salino, sem chances para Tiago Régis. No contra ataque o Tupi matou o jogo com Alan. Ele, aos 40 minutos, recebeu a bola dentro da área, driblou o marcador e o goleiro e deu números finais a partida.
O Tupi, logo aos três minutos, chegou ao gol e isso foi possível graças a deficiência crônica do time bugrino pelo setor esquerdo. Ademilson construiu ali a principal jogada da equipe Carijó. Quando o Guarani entrou no jogo, já estava perdendo por 1x0. Aquela preocupação da entrada de Ivan, no lugar de Michel Elói iria dar uma vulnerabilidade pelo meio campo, e isso ocorreu. André adiantou a marcação e o sistema como um todo cometia falhas. Mesmo o volume de jogo do alvirrubro crescendo, o placar iniciado pelo Tupi, dava ao adversário uma tranquilidade. Magalhães chegou a empatar o jogo, e na saída, em busca do resultado, cedeu o espaço para o contra ataque.  O Tupi marcava a saída de bola e forçava o time do Guarani ao erro. Eles aconteceram, em especial no terceiro gol.
O atleta Walter Minhoca considerou ter sido uma derrota depois de muita advertência. “O Gian falou conosco a semana toda que o time deles joga fechado e sai rápido no contra ataque e foi dessa maneira. Teoricamente fica mais difícil, temos dois jogos em casa, o Tupi ainda sai para jogar fora, tem muita coisa ainda para acontecer”, falou Minhoca. O companheiro dele, Léo Medeiros falou em burrice. “Duro é perder sabendo como iria perder, isso acaba sendo burrice da nossa parte”, declarou o experiente jogador.
Gian Rodrigues “Sabíamos o jeito deles, analisamos e pedimos não forçar o passe e termos um homem na retaguarda. Temos nove pontos a disputar, o Tupi ainda tem dois decisivos. Eles têm uma rapidez para o ataque e não esperávamos dar o contra ataque para eles. Lamentamos porque eles jogaram exatamente da mesma forma que esperávamos. O problema foi quando sofremos o segundo gol e veio o desespero para ganhar o jogo a qualquer custo. O campo grande, pesado, tivemos um desgaste”, falou o treinador. 
O jogador divinopolitano Michel Cury marcou mais um gol no Guarani, defendendo o Tupi e mostrou a felicidade dele. “Futebol é assim, independente do adversário temos de entrar e fazer o melhor. Consegui fazer uma boa partida e estou muito feliz. Também desejo felicidade ao Guarani, são meus amigos, estamos sempre nos falando. Na verdade conversei com o Guarani, mas tinha uma passagem pelo Tupi e ainda aqui tem um calendário de um ano, e espero em breve defender o Guarani que é um sonho que tenho”, falou Cury.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.