quinta-feira, 6 de Março de 2014 05:49h Luiz Felipe Enes

Guarani perde para o América e volta a se complicar no Estadual

A derrota do Guarani frente ao América foi decepcionante para a equipe de Divinópolis, pois o time mereceu a vitória, lutou contra um adversário difícil e uma arbitragem confusa.

Com o resultado o Guarani se vê obrigado a pontuar contra o Atlético Mineiro, no próximo domingo, ás 16h, no Farião.
O Guarani iniciou a partida segurando o jogo, assistindo o adversário que não apresentava nenhuma novidade, apenas a presença de Obina no meio da zaga do Guarani. O árbitro Flávio Henrique Couto Teixeira logo aplicava muitos cartões amarelos, a tendência era uma expulsão e ela ocorreu, Willian foi expulso injustamente sob a alegação de simulação de falta.
A arbitragem muito questionada, passou a errar lances fáceis, como laterais e para piorar o cruzamento da esquerda e a cabeçada de Renato em direção ao gol do Guarani. A bola tocou no travessão e voltou para o chão, subiu e George defendeu. O árbitro acompanhou a marcação do auxiliar e garantiu que a bola entrou no gol, embora a televisão ter mostrado ser um lance normal.
A torcida se revoltou com a arbitragem e da mesma forma os jogadores do Bugre. O nervosíssimo iniciado pela arbitragem que não se entendia a todo o jogo. Flávio Henrique Couto não acertava nenhuma marcação. O Bugre teve um bom ataque e Michel Cury esbarrou na boa defesa de Mateus. O primeiro tempo terminou 1x0 para o Coelho e muita reclamação contra a atuação da arbitragem.
No segundo tempo o América pouco chegava ao gol do Bugre e o time de Divinópolis tentava chegar de forma desesperada. Leston Júnior, no intervalo do jogo, tirou o lateral esquerdo Iago e colocou o recém chegado Wanderson. O América tirou Ednei, jogador que havia recebido o cartão amarelo, colocou Caballero. No primeiro lance do atleta americano ele derrubou Michel Elói, na cobrança Michel Cury, de forma perfeita, colocou a bola no ângulo de Mateus fazendo 1x1.
Após o gol o estádio inteiro apoiava o time do Guarani e a pressão foi crescendo e o número de jogadas ofensivas crescia. Tiago Papel em cobrança de escanteio apareceu bonito, cabeceou e a bola caprichosamente passou próximo ao poste do gol defendido por Mateus.
Com um time correndo muito, com um jogador a menos o treinador ainda teve de substituir, saiu Tardelli e entrou Tiago Pereira, a torcida queria Tito. Ainda saiu Michel Elói para entrada de André e novamente a torcida criticou querendo Tito.
No final da partida Tchô dominou no interior da área e chutou no canto, sem chance para o goleiro George. A bola atravessada entrou rente ao poste. Nos minutos finais, o time muito recuado, Obina acertou a trave.
O treinador Leston Júnior avaliou a partida. “Lamento a aberração que foi o primeiro tempo, a arbitragem atrapalhou o jogo, sabemos que nos bastidores do futebol acontece muita coisa, um irresponsável, quero acreditar que ele teve um dia infeliz e não fez o que sabemos acontece no mundo do futebol. Foi o jogo todo onde ele não usou o mesmo critério. Temos de pensar na frente e espero que fatores extracampo não interfira no resultado como foi hoje”, falou.
Ao final da partida o volante Fernando disse que “infelizmente não esperávamos um árbitro mal intencionado e expulsou nosso jogador, criamos chances e tentamos, jogamos com um homem a menos o jogo todo”, disse.
O zagueiro Tiago Papel considera o resultado injusto. “O Guarani merecia muito a vitória, corremos muito desde a expulsão e vamos batalhar muito ainda para deixar o Guarani na primeira divisão”, considerou.
O meia Michel Cury culpou a arbitragem.  “O árbitro prejudicou muito o jogo. Nossa equipe vinha muito bem e estamos tristes porque queremos tirar o Guarani dessa situação. Infelizmente ficamos com um jogador a menos e isso foi o diferencial. Queria muito bater as faltas, sabia que a bola era boa pra mim, infelizmente não saímos com a vitória, tentamos, derrota é ruim. Não podíamos nos expor muito, era difícil, fizemos um grande jogo. Fico triste só não tomamos gols no primeiro jogo, continuamos sofrendo muitos gols. Nas circunstâncias o empate seria um bom resultado, temos de vir com força máxima contra o Atlético”, disse.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.