sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2015 11:30h Luciano Eurides

Guarani sabe da importância de vencer o Galo no Horto

O Guarani de Divinópolis pode ter a chance de escrever mais uma vez o nome dele na história dos grandes clubes do Brasil

Poucos conseguem vencer o Atlético Mineiro na Arena Independência, mas em apenas uma semana o time perdeu duas vezes, e já não é segredo a maneira de vencer o time alvinegro. Não sofrer gols.
Esta é a primeira tarefa dada aos jogadores do Bugre e tarefa essa muito bem treinada pela dupla de zaga titular e ainda pelos zagueiros Cris e Igor Soares. Vale a pena ressaltar que Igor Soares fez toda a base no time atleticano e conhece bem os atalhos.
A situação de marcação ainda é uma incógnita, pois não se sabe qual será o atacante, mas Thiago Papel ressalta ser importante não sofrer gols, seja qual for o ataque do Galo. “Temos de arrumar algumas coisas onde acabamos pecando nos outros jogos e assim possamos fazer uma partida perfeita e não levar gols. Acho que a equipe do Atlético é forte e altamente técnica e não permite errarmos na partida. Todo jogo merece atenção e, sendo o Atlético, tem de ser 100%”, garantiu.
Com relação a um trabalho visando a maneira do Atlético jogar, o zagueiro espera informações e sabe que o time adversário pode mudar devido à Libertadores da América. “O professor [Gian Rodrigues] trabalha muito com dados, números e vídeos e acho que até sábado deve passar isso para nós. Depende muito da postura dos jogadores [do Galo] que vão estar em campo. No futebol aqueles que não estão jogando costumam ter mais vontade, aparecer e mostrar o trabalho deles e por isso temos de estar atentos”, falou o zagueiro.
Os times do América e do Atltas mostraram ser possível marcar gols na defesa do Atlético. A contusão de Leonardo Silva, as instruções de Igor Soares e a possibilidade de contar com a sorte, são fatores em que o nome de João Carlos aparece como uma possibilidade, se não for o escolhido para iniciar o jogo, pelo menos faça o gol como fez contra o Cruzeiro. “Trabalho para isso e deixo a escalação nas mãos do professor e sei que a escolha dele vai ser a melhor. Temos capacidade para fazer gols, temos confiança”, disse ele que, pela primeira vez jogará na Arena Independência, e a expectativa é de que esta primeira vez seja com gols, como foi na Arena do Calçado.
O Guarani deve repassar na manhã dessa sexta-feira, de forma prática, a formação tática. No sábado, voltará a fazer trabalhos de marcação e finalização com repasse das jogadas ensaiadas e, na concentração, muita informação e estudos do adversário.

 

Créditos: Luciano Eurides

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.