quinta-feira, 7 de Março de 2013 05:03h Luciano Eurides

Guarani tem problemas dentro e fora de campo

Presidente do Guarani expôs preocupação com usuários de drogas que frequentam o entorno do Farião

O Guarani voltou aos treinos visando o compromisso contra o Tupi, sábado (09) na cidade de Juiz de Fora. Teve de contratar um zagueiro para jogar e ainda se forma tatica para a partida. Fora de campo o assunto Farião ganha as páginas políticas, mas o presidente Edilson de Oliveira não acredita mais em promessas.
O presidente do Guarani esteve na manhã de quarta-feira (06) na reunião da Acasp, Associação Comunitária para Assuntos de Segurança Pública. Segundo o mandatário, o objetivo é informar a real situação em que o local se encontra. Repleto de usuários de drogas. “É um problema crônico, sério, que o Guarani tem se preocupado, já fizemos outras manifestações na Acasp e ontem (06) tive a oportunidade de participar da reunião e viemos alertar as autoridades, principalmente as municipais, para que tome as providências. Se conseguiram acabar com o carrapateiro do lado de lá, porque não acabar também com o do lado de cá. Não é um problema só nosso, estamos transmitindo a situação a quem pode resolver. Citei inclusive o dado que a Rede Globo não tem interesse em trazer equipamentos para transmitir jogos enquanto a situação permanecer. O fato de ter tirado os usuários do carrapateiro os levou para a porta do Guarani e se tirar de lá, eles vão para outro lugar, tem de acompanhar para reduzir o número”, garantiu.
Uma obra de reestruturação da área, com iluminação e adequação de espaços poderia minimizar os efeitos. Na opinião de Edilson de Oliveira já ajudaria muito. “O contorno do Guarani deveria chegar até o córrego, pois os aposentados que ali usavam um banco para o lazer, não tem esse direito mais, é um problema crônico e tem de ser resolvido e o poder público municipal é o maior responsável”, alertou.
Com relação ao estádio receber as adequações necessárias o presidente não se sentiu sensibilizado pelas atuações dos legisladores e as informações acerca de uma solução para o problema. “Eu respondi a um deputado que o presidente do Guarani Edilson de Oliveira não acredita. Não vai ser pelas minhas mãos que isso vai acontecer. Meus dias estão contados para sair do Guarani e projeto o clube fez, entregou na prefeitura e ficou. Vamos fazer outro projeto? Gastar mais dinheiro? Entregar pra ninguém resolver, não acredito nisso, de jeito nenhum”, falou.
Segundo Edilson de Oliveira já havia a intenção de deixar a presidência logo após o campeonato mineiro. “Não é um acordo. Eu avisei que não ficaria dois anos, então estou preparando o vice para assumir e estou com problema de saúde e tenho de me afastar do Guarani, fico somente até o final do Campeonato Mineiro”, adiantou
Dentro de campo Leston Júnior já pensou no time que vai enfrentar o Tupi, sábado (09), 16h em Juiz de Fora. Problemas se acumulam em especial no sistema defensivo, além da dupla de zaga que irá cumprir suspensão, o lateral direito Henrique recebeu o terceiro amarelo, desfalca o time e pode ter mudança no meio campo. Éder Silva é o reserva imediato de Henrique. Nando pode atuar na lateral, já fez esse papel em outras equipes. Thiago Papel está pronto para assumir o comando da zaga, falta definir o companheiro dele, uma improvisação ou mesmo uma oportunidade para o garoto Túlio, que vem da base. O zagueiro Vágner Garibaldi foi liberado pela direção do Veranópolis para jogar no Guarani. Vágner Boeira de Lima, 23 anos, natural de Garibaldi-RS de onde herdou o apelido, tem 1,85m e 86kg. Estava no Veranópolis, jogou também no São José-RS, Passo Fundo, Garibaldi, São Bento e Caxias.
Renato Monatck, diretor de futebol do Guarani falou sobre a contratação do zagueiro. “Devido ao jogo de domingo passado (03) perdemos o Adalberto com o terceiro cartão amarelo, o Asprilla com o vermelho e o Thiago Papel sentindo o dorso do pé, está em tratamento, na correria buscamos o zagueiro junto a um parceiro no sul do país, que estava atuando e jogando o campeonato gaúcho. Já iniciamos os tramites burocráticos e se até sexta-feira (08) estiver liberado, vai para o jogo de sábado (09)”, contou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.