terça-feira, 31 de Março de 2015 10:41h Atualizado em 31 de Março de 2015 às 10:43h. Luciano Eurides

Guarani vence, mas continua na lanterna do Campeonato Mineiro

O Guarani de Divinópolis jogou e venceu o Tupi de Juiz de Fora, pela penúltima rodada do Campeonato Mineiro

A vitória suada por 1x0, gol de Rafael Jataí, já na reta final da partida. O resultado deixa o Guarani com a esperança viva em disputar o módulo I no ano de 2016. O próximo compromisso é frente o Mamoré, em Patos de Minas, domingo (5), às 16h.

O jogo teve o domínio do Guarani, a equipe visitante teve um excelente poder de marcação, mas não conseguia impor o ritmo, mesmo porque o time do Bugre se mantinha compacto na roubada de bola e saída para o ataque, por mais de uma vez esbarrou em excelentes defesas de Gleisson. Em uma delas, o arqueiro do Tupi fez uma defesa maravilhosa na cabeçada do Tardelli. No segundo tempo, o Bugre voltou com uma força de vontade incrível. Embora, Marcos Goiano teve um excelente chute, em que a trave salvou o Bugre.

Além de um adversário montado para se defender, outro quesito contra o Bugre foi o relógio. O tempo passando e o gol não acontecia, até que Tardelli, em uma bola na pequena área, dividiu com Gleisson, os jogadores do Tupi partiram para cima do atleta do Guarani, a arbitragem teve muito trabalho para tentar acalmar os atletas, mas com o calor do jogo, o time da casa conseguiu, aos 42 minutos do segundo tempo, o gol. Igor jogou na área, Cris escorou para Jataí chegar e empurrar para o fundo das redes, para a comemoração de todo o estádio.

O treinador do Guarani falou que o time mereceu o resultado. “Poderíamos ter matado o jogo, mas já estou pensando no Mamoré, temos que recuperar, departamento médico aberto de manhã. Em alguns jogos, não gosto de falar de sorte, porque considero preparação somada a oportunidade, mas se iniciamos o campeonato de forma diferente, empate com o América, pênalti, que não foi, contra o Villa e ainda o gol aqui frente o Democrata. Tenho convicção que este time poderia estar brigando entre os quatro primeiros”, falou.

Pela primeira vez, o time iniciou a partida sem Fábio Júnior. “Ele é um jogador diferenciado, jogou com muita entrega, comprometido e dedicado, quero ver o vídeo e sentir os efeitos. Tardelli toda vez que jogou foi muito bem, teve ultimas semanas de muita qualidade, índice de acertos, e ele recebeu a notícia com tristeza, mas ele é profissional”, falou o treinador.

No avaliar da partida, o treinador do time do Tupi não veio para jogar. “Pode falar em estratégia de jogo, posso chamar de medroso e não veio para jogar, eu teria vergonha de fazer o que fizeram, o Djalma vinha fazendo um bom jogo, mas estava com problemas e não dormiu à noite, precisava agredir um pouco mais e apostei em Tito. Nosso time estava irritado com a demora do Tupi em cobrar um lateral, tiro de meta ou falta. A arbitragem ficou aceitando. Isso irrita, é a vida do Guarani em jogo. Achei o Guarani muito superior, poderia ter ganhado até de mais”, considerou.

O treinador do Tupi, o divinopolitano Leston Júnior criticou a arbitragem. “Eu lamento, não o Eric, árbitro, mas quem o escala, em um jogo em que o mandante pode ser rebaixado e escala um arbitro que nunca apitou a primeira divisão. O Guarani se expôs demais, tivemos escapadas e poderia ter um resultado melhor. Acabou o jogo e eu falei com ele, se soubesse que o Maílson tinha cartão amarelo, ele não teria aplicado o segundo, deveria ter sido algum de mais experiência. O menos culpado é o Eric, mas a culpa é de quem o escalou”, falou.

O goleiro Gleisson falou também da dificuldade de segurar o time da casa. “Difícil, o Guarani precisava da vitória, é difícil jogar com um a menos e não conseguimos segurar o resultado”, falou o arqueiro; já o atleta, autor do gol da vitória, Rafael Jataí, falou da emoção. “Fomos metralhados e sofremos muito, a torcida está de parabéns e compareceu. Eu estou muito feliz e trabalhamos para isso, treino finalização, agradeço a Deus e o importante que a vitória é do Guarani”; o zagueiro Tiago Papel destacou a vontade da equipe. “Jogo imprescindível, nunca abaixamos a cabeça e nunca deixamos de lutar, dependemos apenas de nós, um jogo de raça e se não for na técnica, tática, vai com o coração”.


O Atlético é mais um clube classificado para as semifinais do Estadual. O alvinegro venceu o Villa Nova, por 3x0, na Arena Independência, e se junta ao Cruzeiro e à Caldense na próxima Fase. O time azul estrelado venceu mais uma na competição, desta vez a URT, em Patos de Minas, por 2x0. Já a Caldense, tropeçou em casa, 0x0 com o Boa Esporte, e deixou escapar a vice-liderança para o Galo. Na briga direta pela última vaga do G-4, Tombense e América ficaram na igualdade em Tombos, 1x1. O último classificado será conhecido no próximo domingo.  Na parte de baixo da tabela, o Guarani recebeu o Tupi e venceu pelo placar magro, 1x0. O Democrata também triunfou, pelo mesmo placar, sobre o Mamoré. Os dois rebaixados serão conhecidos na última rodada apenas.


Classificação e Probabilidades
Pos Time Pts J V E D GP GC SG   Probab. de
classificação Probab. de
rebaixamento
1 Cruzeiro 24 10 7 3 0 22 5 17   100.00 % 0.00 %
2 Atlético MG 22 10 7 1 2 20 5 15   100.00 % 0.00 %
3 Caldense 22 10 6 4 0 15 4 11   100.00 % 0.00 %
4 Tombense 17 10 5 2 3 15 13 2   16.9 % 0.00 %
5 América MG 17 10 4 5 1 10 6 4   83.1 % 0.00 %
6 Villa Nova MG 13 10 3 4 3 7 14 -7   0.00 % 0.00 %
7 Tupi 10 10 3 1 6 8 15 -7   0.00 % 0.04 %
8 Democrata-GV 8 10 2 2 6 8 14 -6   0.00 % 6.6 %
9 Mamoré 8 10 2 2 6 9 18 -9   0.00 % 15.3 %
10 Boa 8 10 1 5 4 6 10 -4   0.00 % 34.8 %
11 URT 7 10 2 1 7 6 14 -8   0.00 % 70.6 %
12 Guarani MG 7 10 1 4 5 7 15 -8   0.00 % 72.7 %

 


Créditos: Luciano Eurides

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.