terça-feira, 25 de Outubro de 2011 13:48h Luciano Eurides

Guarani vence o Itaúna e encosta nos líderes

O Guarani teve muito trabalho para vencer a jovem equipe do Itaúna. A vitória veio nos minutos finais e leva a equipe a 10 pontos ganhos. Marinho e Hernani marcaram os gols do Bugre. O Cachorrão não se abateu com a derrota, pois segue líder invicto no Campeonato Mineiro de Juniores. A partida válida pela sexta rodada da Taça Minas Gerais e foi disputada no último domingo, no Farião.


O time do Itaúna veio com uma equipe bem diferente daquela vista no Municipal José Flávio e o objetivo era abrir o placar. Chibanca e Túlio perderam duas ótimas oportunidades. Quem abriu o placar foi o time de Divinópolis, aos 10 minutos de jogo, Marinho aproveitou a falha no sistema defensivo para marcar o primeiro gol dele na partida.


A vitória se consolidava aos 13 minutos, quando Junior cruzou a bola da esquerda, Marinho dominou e tocou para Hernani, aumentar o placar. O time visitante crescia no jogo, aos 25 Túlio entrou pela direita e chutou cruzado para ótima defesa de Thiago Régis. Aos 27, o zagueiro Alemão deu um carrinho na bola, Robert caiu e o arbitro marcou pênalti, Robert cobrou e o goleiro Gustavo defendeu.


Na segunda etapa o Itaúna voltou ainda mais aguerrido. Aos sete minutos Chibanca invadiu a área e chutou cruzado, diminuindo o marcador. O Guarani respondeu aos 12 minutos, Douglas Cachorrão escorou e Junior chutou forte para a boa defesa do goleiro. Aos 25, Marinho cabeceou, o goleiro e o zagueiro fizeram uma blitz no gol, na sequencia o Itaúna teve ótima oportunidade para empatar, mas a bola passou a esquerda de Thiago Régis.


O Itaúna crescendo no jogo e o Guarani aceitando até que aos 30 minutos Jonathan dominou na área, deu um toque que tirou toda a ação de Thiago Régis e Chibanca se apresentou para empatar o jogo. A vitória veio somente aos 43, no cruzamento vindo da direita, Marinho subiu e de cabeça colocou o Guarani à frente no marcador.


O treinador Gian Rodrigues avaliou como um festival de gols perdidos. “Um tanto de bola que não entra até parece brincadeira. Produzimos e teríamos de fazer os gols para ficar mais leve. Quando se pega um time onde fizemos seis lá e jogamos em casa a desatenção complica as coisas. O importante é a vitória. O Robert treina e na situação, primeiro pênalti que teve, é um jogador maduro e não irá se abater, vamos para enfrentar o Boa, em Varginha, para vencer o jogo, é um campo bom, grande e com bola no chão buscar os três pontos”, disse.


O atacante Chibanca tem se destacado no Itaúna e em especial frente o Guarani. “Se deve a um bom treinamento, estamos trabalhando forte e a semana nos preparamos para essa partida apesar do cansaço da meninada e faz parte do futebol. Sofremos o gol no finalzinho do jogo, mas acho ter sido falta no meu zagueiro. Sou novo e por isso estou bem junto os meninos, o campo molhado e merecemos a vitória principalmente por conta do goleiro do Guarani, ele fez defesas muito difíceis”, falou.


O treinador Hamilton Lima disse ter sido um jogo difícil em virtude da partida contra o Atlético Mineiro e os jogadores realmente sentiram a parte física. “A equipe se comportou bem, foi um bom jogo, o terceiro gol na minha visão foi falta. Os garotos do Itaúna se comportaram bem, demonstraram superação muito grande e a qualidade e capacidade que estão tendo nos juniores, demonstradas também no profissional”, avaliou.
O próximo jogo do Guarani é contra o Boa, na cidade de Varginha, dia 30, às 11h. O Itaúna enfrenta o Nacional, dia 31, no Astrogildo Duarte.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.