segunda-feira, 26 de Outubro de 2015 12:25h Atualizado em 26 de Outubro de 2015 às 12:28h. Luciano Eurides

Guarani vence o Nacional em jogo cheio de polêmica

O Guarani de Divinópolis foi à cidade de Nova Serrana, onde, no estádio Astrogildo Duarte, venceu o Nacional por 2 x 1

Os gols foram marcados pelo volante Gustavo Fiori ainda no primeiro tempo, André Ribeiro empatou para o Nacional em uma cobrança de falta, onde a bola não entrou, e Felipe Alexandre, de pênalti, garantiu a vitória do Bugre.

O Guarani iniciou o jogo melhor, com falhas individuais, mas mantinha uma postura mais ofensiva dentro do campo, embora com algumas bolas perdidas no meio campo, para as duas equipes o jogo estava bom. O Bugre levava mais perigo, especialmente nas cobranças de faltas. Felipe Alexandre obrigou o goleiro do Nacional a fazer excelente defesa e em outra cobrança bem feita, o goleiro soltou a bola nos pés de Gustavo Fiori para ele fazer 1x0.


O Nacional passou a encarar mais a marcação e conseguiu em uma bola no meio-campo partir para cima da defesa do Bugre. A jogada foi parada com falta e no momento da cobrança, a energia acabou em todo o estádio Astrogildo Duarte. A partida ficou paralisada por 50 minutos e somente depois dessa longa espera, foi restabelecida a iluminação, a partida foi reiniciada e na cobrança da falta, Julio César fez uma importante defesa.


Na volta da segunda etapa, a equipe do Nacional esteve melhor e assustava a meta do goleiro Julio. Por duas vezes, a bola quase balançou as redes do Bugre. De tanto insistir, o time da casa marcou seu gol, porém em um lance polêmico. A cobrança de falta passou por cima do gol e entrou no espaçamento da rede. O bandeira deixou levar pela bola dentro do gol e validou o lance. Não se deixando abalar pela revolta do gol sofrido, o Bugre voltou a dominar as ações e a criar mais chances. Em jogada pela direta, a bola cruzada por Lucas Gago toca nas costas do zagueiro do Nacional, a arbitragem marca pênalti, que Felipe Alexandre bateu com perfeição e fez Guarani 2 x 1.

Para o treinador Marco Túlio Cordeiro, foi uma vitória importante. “Contando como estreia, acaba tendo essa ansiedade pela vitória, encaramos um time bom e treinando muito, assim como a gente. Sabíamos que seria um jogo difícil. Temos que conversar com os meninos, porque foi no lance do segundo gol a hora em que mais jogamos. Tivemos que tomar o gol, sendo ou não gol, acordamos para o jogo e até então, estávamos no jogo deles. Foi bom, conseguimos os três pontos e voltamos aos treinos para corrigir”, disse.


O atleta Gustavo Fiori ressaltou o trabalho da equipe. “Uma estreia muito difícil e todos sabíamos disso. A equipe do Nacional é muito forte e nosso time se comportou muito bem. No primeiro tempo, jogamos bem e com posse de bola, no segundo tempo, recuamos e tomamos o gol de empate e conseguimos correr atrás e chegar ao gol da virada”, avaliou.


A coordenação confirmou a saída da Associação e afirma estar em busca de outra equipe para compor a Copa Super Craque sub 17. “Estamos em busca de uma outra equipe para preencher a lacuna deixada. Infelizmente, são as dificuldades que encontramos cotidianamente no trabalho com o futebol amador de Divinópolis, mas para além disso, continuamos buscando fazer com que o mesmo continue”, desabafa em nota oficial.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.