terça-feira, 18 de Março de 2014 05:28h Atualizado em 18 de Março de 2014 às 05:31h. Luciano Eurides

Guarani vence o Tupi e permanece no módulo I do Campeonato Mineiro

O Guarani de Divinópolis encerra a participação no Campeonato Mineiro de 2014 na décima colocação.

Foram 11 pontos em 11 jogos, três vitórias, dois empates e seis derrotas. Marcados 11 gols e sofridos 14. Com essa colocação permanece na elite do futebol mineiro. O último jogo foi contra o Tupi de Juiz de Fora, o clube divinopolitano venceu por 2x1.
O Tupi saiu na frente ainda no final do primeiro tempo, em cobrança de um pênalti Núbio converteu e abriu o placar. No começo do segundo tempo, logo aos três minutos de jogo, Alex fez uma grande jogada junto com Tardelli e empatou o jogo. Aos 26, Alex Santos cruzou e Marcelão testou a bola para a virada de jogo.  Aos 30 minutos, Toledo lançou para Wesley, que cabeceou para uma grande defesa de George que impediu o gol. Aos 34, a bola sobrou livre dentro da pequena área para o atacante Da Silva. Era a grande chance de mudança para os donos da casa, no entanto, o jogador não soube aproveitar e jogou a bola para fora. O placar terminou em 2 a 1.
O divinopoliatno Michel Cury ainda quer ver o Bugre nas primeiras colocações.  “Tenho um carinho grande pelo Tupi e pelos torcedores, mas sou profissional e merecemos essa vitória hoje. Tivemos esse propósito, sabemos da força deste time, tivemos as chances, confiantes e fomos felizes. A diretoria tem de se reestruturar e não merece ficar brigando para não cair. Tenho sido elogiado nas ruas da cidade, tenho essa responsabilidade e não é o que almejávamos, queria uma vaga na série D e a manutenção desse time”, observou.
O zagueiro Marcelão, autor do gol da vitória dedicou a toda a equipe essa permanência no módulo I. “Não fui herói, foram todos, o Guarani está na primeira. O professor na semana passada havia me elogiado que sou o melhor atacador de bola e nenhum gol havia saído ainda. É difícil sair, mas hoje tinha de fazer o impossível. Tinha me machucado ano passado, uma contusão no púbis, difícil de ser tratada e hoje queria muito participar, todo mundo se esforçou muito para estar em campo hoje. Nem caiu a ficha ainda”, confessou.
O experiente lateral Alex falou da importância da permanência no módulo I.  “Graças a Deus fizemos um projeto, o Leston está de parabéns por nos ter escolhido, não chegamos aonde queríamos e quem permaneceu até o final deixou o time na primeira divisão, isso que é o importante”, falou.
O atleta Marx Ferraz afirmou “Muito bom o Guarani permanecer na primeira divisão, um grupo batalhador, exemplar e parabenizar a garra destes jogadores, últimos jogos tomamos gols no finalzinho e não tínhamos como reverter”, disse o atleta durante a comemoração no estádio Radialista Mario Helênio.  “Até porque nas últimas partidas merecíamos ganhar”, emendou Willian.
O zagueiro Tiago Papel viu do banco a vitória da equipe. “Quem viu nosso time de perto sabe que não merecíamos as partidas que vínhamos fazendo e não estava obtendo o resultado. Tenho muito que agradecer pelo resultado”, falou. O atacante Tito também comemorou. “Para nós é o título, o Villa fez o trabalho deles e nós fizemos o nosso, agradecer a todo mundo”, esclareceu.
O presidente do Conselho Deliberativo, Dr Antônio de Pádua, sempre acreditou no time.  “Falei que nosso Santo é forte. Estamos trabalhando sério, a nossa parte fizemos e os jogadores fizeram a parte deles, não podia cair, ainda em ano de Copa do mundo”, comentou.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.