sexta-feira, 14 de Outubro de 2011 10:39h Luciano Eurides

Guaravasco termina em terceiro no Campeonato Mineiro

O Guaravasco, uma parceria entre Guarani e Vasco da Gama para a disputa do Campeonato Mineiro da categoria infantil encerrou a participação enfrentando o Gol Brasil, em partida remarcada da sexta rodada. Na oportunidade, por falta de policiamento não houve a partida. Houve um esforço por parte do comando do 23º Batalhão da Policia Militar (BPM) em explicar os acontecimentos a Federação Mineira de Futebol (FMF). A partida enfim foi disputa no Dr. Sebastião Gomes Guimarães, na tarde de quarta-feira e terminou 1x1.


A sexta rodada da competição ficou sem a realização da partida entre Guarani e Gol Brasil, a arbitragem não iniciou a partida por falta de policiamento. Na FMF foi apresentado um ofício assinado e ainda o próprio comandante do 23º BPM entrou em contato com a entidade informando a abertura de um procedimento administrativo para a completa resolutividade. Com o esforço do Ten. Cel. Júlio Teodoro dos Santos a partida foi remarcada para o feriado de 12 de outubro e disputada no campo do Vasco, tendo em vista que o Waldemar Teixeira de Faria foi utilizado para treinamento do profissional.
O Gol Brasil entrou em campo com a classificação garantida e trouxe vários atletas nascidos em 1997. O Guarani se motivou no fato do Gol Brasil ainda ter um julgamento a ser realizado, por retardar o início da partida frente o Cruzeiro, onde o time perdeu, mesmo assim a equipe pode ser punida com a perda de outros três pontos, e diante de uma vitória bugrina as chances de entrar no hexagonal final existia.


Dentro de campo o Guaravasco não obteve sucesso. O time começou muito bem, e abriu o placar com Igor. O atacante aproveitou que o zagueiro escorregou, pegou a bola, driblou o goleiro e fez o primeiro gol da partida.  O time do Gol Brasil sentia dificuldades com o gramado irregular. Já o Bugre, tentava por todos os lados. O Gol Brasil ainda teve duas ótimas oportunidades, mas faltava o homem de área.


No segundo tempo o Gol Brasil foi melhor. O Guaravasco somente conseguiu passar do meio campo com seis minutos de partida. Aos 17, uma confusão na área do time de Divinópolis e Fernando tirou a bola com a mão. A arbitragem marcou o pênalti, Dudu cobrou, Gabriel tentou a defesa , a bola tocou na mão do goleiro e foi para dentro do gol, e o time de Belo Horizonte empatou o jogo.


O goleiro Caio entrou na segunda etapa e fez uma excelente defesa na cobrança de falta efetuada por Junior, garantindo o empate e a classificação do Gol Brasil independente do resultado do julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva.

 

 

O time encerra a participação com 46.67% de aproveitamento. Dois treinadores passaram pelo comando sendo Átila Júlio do Amaral e Artur Silva. Dos destaques individuais, alguns atletas como João Paulo e Diogo, deixaram a equipe pelo meio do caminho. O goleiro Gabriel fez ótimas partidas e Gabriel Novaes continua sendo a grande promessa.


A equipe segue na disputa do Campeonato do Instituto Mineiro de Escolinhas de Futebol (IMEF) onde no sábado recebem o Bela Vista, partida a ser realizada no estádio Dr. Sebastião Gomes Guimarães.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.