quinta-feira, 23 de Junho de 2011 19:44h Luciano Eurides

Hora de mostrar serviço

O pensamento exclusivo do craque Montillo é vencer no Campeonato Brasileiro. Insatisfeito com o desempenho celeste na competição, o camisa 10 da Raposa vê, com a chegada do técnico Joel Santana, uma boa ocasião para o grupo estrelado mostrar serviço ao novo comandante e recuperar o futebol arrebatador que encheu os olhos da China Azul ao longo da temporada.


Consciente de sua importância no time azul e branco, Montillo não se poupou e ressaltou a necessidade de melhorar sua performance, mas ponderou que a responsabilidade de aproximar o Cruzeiro do título é coletiva. O argentino, no entanto, esbanjou confiança no crescimento da Raposa no campeonato. “Todos têm de melhorar. Sei da responsabilidade que tenho no time. Mas a responsabilidade é de todos. Ninguém vai ganhar uma partida sozinho. Às vezes, um jogador pode desequilibrar num jogo, mas não dá para ganhar um campeonato sozinho. Temos de melhorar tudo. Sou autocrítico comigo também, sei as coisas que não estou fazendo bem, mas acho que o time vai melhorar, tem vontade de melhorar e saudade de ganhar. Daqui a pouco, tudo vai ser arrumado e os jogadores vão voltar ao nível que tinham antes”, avaliou.


Questionado sobre a situação do próximo adversário no Nacional, o Coritiba, que também ainda não engrenou, Montillo frisa que não se atém a outros clubes e se concentra apenas em fazer o melhor para o Cruzeiro. O meia celeste não abre mão de conquistar uma vitória diante do time paranaense para que a Raposa comece de vez a subir na tabela. “Não penso no que acontece aos outros times. Penso só no Cruzeiro. O time não pode jogar cinco partidas e ter só três pontos. Não é para o Cruzeiro. Não sei o que acontece no Coritiba, também não está bem.  Vinha de 22 jogos sem perder e agora tem quatro pontos e nós, três. Todos querem ganhar, seja qual adversário for e a fase dele. Temos que sair debaixo da tabela”, afirmou.


Quanto à responsabilidade de promover uma evolução no time celeste, Montillo enalteceu o comprometimento dos atletas do elenco cinco estrelas, que estão unidos e focados neste objetivo. O argentino pontua ainda que, com a mudança no comando técnico, todos terão que brigar ainda mais para conquistar um lugar no time titular, o que será benéfico para o Cruzeiro. “Sempre acontece isso. Quando um treinador chega, começa tudo do zero para todos. Mas Cuca deu oportunidade para todos. Quando tinha muitos jogos, quase todos jogaram. Mas somos 35, fica difícil para o treinador colocar 11. É futebol e teremos que lutar muito pela posição. Não podemos pensar sozinhos, e sim no objetivo do time. Todos aqui querem tirar o Cruzeiro da parte de baixo da tabela”, disse.
O Cruzeiro enfrenta o Coritiba neste sábado, às 21h, no estádio Arena do Jacaré, em jogo válido pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.