quarta-feira, 24 de Junho de 2015 12:03h

Horário da manhã deixa Atlético em alerta

Novidade implantada pela CBF no Campeonato Brasileiro deste ano, os jogos matutinos aos domingos são sucesso de público nos estádios

Por outro lado, são marcados pelo péssimo desempenho dos donos da casa, que serve de alerta para o Atlético na partida contra o Joinville, no próximo domingo, às 11h, no Mineirão, pela nona rodada da competição.
Em sete confrontos disputados na manhã de domingo neste Brasileirão, apenas o Internacional conseguiu vencer como mandante. Na sexta rodada, o Colorado bateu o Coritiba por 2 a 0, no Beira-Rio. A partida registrou o terceiro maior público pagante do campeonato: 35.766 torcedores.
Para enfrentar o Joinville, o Atlético transferiu a partida para o Mineirão e fez promoção para os sócios com a intenção de lotar o estádio. Desta forma, é provável que o recorde de público pagante do campeonato seja quebrado. Até o momento, a marca pertence ao Palmeiras, que levou 37.337 torcedores na derrota por 1 a 0 para o Goiás, na terceira rodada, justamente em um dos duelos de domingo pela manhã.
Para evitar imprevistos, o técnico Levir Culpi adiantou que a concentração dos jogadores voltará a ser implantada somente para esta partida. Mas apesar de os atletas terem que dormir no CT na véspera da partida, o treinador disse que não haverá uma preparação diferenciada para encarar os catarinenses. “Não é que tem que ter um cuidado maior. Tem que ter cuidado de qualquer forma. Como o jogo é cedo, a gente quer acordar junto, para não ter problema de pegar um carro e chegar atrasado para jogar. Isso é uma das grandes coisas do futebol. A gente é muito pontual. Não podemos errar, porque é multa para toda hora, até para começar o jogo. Então nesse aspecto tenho um pouco de receio, vamos dormir na concentração”, disse.
Além da derrota do Palmeiras, outros cinco duelos no domingo de manhã terminaram mal para os times da casa. Na primeira rodada, o Grêmio amargou um empate por 3 a 3 com a Ponte Preta, depois de abrir vantagem de 3 a 1. Na semana seguinte, o Vasco segurou o 0 a 0 com o Figueirense, em Florianópolis. Na Vila Belmiro, o Santos cedeu o empate para o Sport, nos acréscimos, na quarta rodada.
Sensação do Brasileiro neste momento, a Ponte Preta também tropeçou em casa ao empatar sem gols com o Goiás na sétima rodada. A última “vítima” dos jogos de domingo pela manhã foi o arquirrival Cruzeiro, que acabou derrotado pela Chapecoense, na partida que registrou o maior público pagante do time celeste no torneio: 33.643 torcedores.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.