terça-feira, 10 de Maio de 2011 10:26h Luciano Eurides

Infantil do Guarani comemora a classificação

A categoria infantil do Guarani conseguiu um empate diante do time do Sport de Juiz de Fora e com o resultado da partida, somado ao julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), a equipe comemorou a classificação. O time do Vasco da Gama, do Afonso Pena é quem representa o Bugre na seletiva do Campeonato Mineiro da Federação Mineira de Futebol (FMF),sob o comando de Átila Júlio do Amaral (técnico) e com apoio incansável e irrestrito de Gilmar, presidente do Vasco da Gama Divinópolis. O infantil do Bugre sofreu e o empate pode ser comemorado como uma vitória. Aos oito minutos de jogo, o goleiro Gabriel, do Guarani, soltou uma bola para o meio da área. O bom atacante Túlio dividiu a bola com o companheiro de ataque (Júlio) e marcou o primeiro gol. O Bugre não conseguia uma boa sequencia de passes e a melhor chance do primeiro tempo foi em uma cobrança de falta, Júnior obrigou o goleiro Fernando a praticar boa defesa.


No segundo tempo, Júnior em cobrança de falta pelo lado direito, chutou de perna esquerda e colocou a bola dentro do gol de Fernando e empatou o jogo. Aos 17 o jogo começou a ficar dramático. O atacante do Sport recebeu a bola que passou por cima de toda a zaga. Ele driblou o goleiro e foi derrubado pelo zagueiro. O árbitro marcou pênalti que Julio cobrou e marcou. O Guarani foi ao ataque. Higor fez um lance muito bonito quando dominou a bola, deu um chapeuzinho no adversário e chutou. O bom goleiro do Sport, sempre bem posicionado defendeu. A pressão aumentava e Bruno Rodrigues, aos 36 do segundo tempo (tempo regulamentar é 35 minutos nessa categoria) empatou a partida em uma cobrança de falta.


A equipe do Guarani comemorou o empate com o Sport Club Juiz de Fora, pois a equipe adversária foi punida nos artigos 191 e 206 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). O atraso na partida da primeira rodada contra o Guarani somado ao não cumprimento de resolução, deliberação, determinação ou requisição da FMF resultou no processo 119/11 julgado no último dia 3. A punição aplica é “perda de pontos em disputa a favor do adversário e multa de R$500”. Interpreta-se que o Guarani fica com os pontos do jogo (vencido pelo Sport por 1x0), com a decisão do TJD o Bugre vai a 11 pontos, contabilizando os pontos da primeira rodada. O Sport regressa para 10. Com isso não interessando ao Guarani o resultado da partida entre Valério e Ipatinga.


O Sport continua na briga por uma vaga. O Ipatinga será julgado no artigo 191, o mesmo que determinou a perda de pontos do time de Juiz de Fora.



JUVENIL


O Araguaia Campestre Clube de Nova Serrana, melhor em campo desde o início do jogo. Foi prejudicado pela expulsão de Raul, ainda no primeiro tempo. O Guarani estava bem no sistema defensivo, mas não suportou a pressão, A situação ainda ficou pior com a expulsão de Felipe, no primeiro lance dele que entrou como opção técnica. Aos 30 do segundo tempo Mateus Ferreira abriu o placar. Brayan foi à linha de fundo e cruzou, o meia da equipe neoserranense chutou e João Paulo defendeu, no rebote Mateus Ferreira fez o gol. Na reclamação do time de Divinópolis, Caique recebeu cartão vermelho. Minutos depois um pênalti foi assinalado para o Araguaia, pois Fagson derrubou o atacante na área. Brayan cobrou e João Paulo defendeu. Já com o tempo regulamentar esgotado, João Paulo derrubou o atacante do Araguaia e mais um pênalti marcado. O goleiro foi expulso e Adair foi para o gol. Keslley cobrou e deu a vitória ao time de Nova Serrana.


A classificação do Araguaia depende do resultado do jogo entre Valério e Comercial e do recurso impetrado contra a decisão do TJD em retirar três pontos do time de Nova Serrana diante do processo 123/11 por incluir atleta sem condição legal na partida contra o Guarani, na primeira rodada. Essa semana é folga para os jogadores que se reapresentam na capital brasileira do calçado esportivo no dia 16. No elenco estão os divinopolitanos Felipe, Raul, Vitor e Vinícius.


Pelo Guarani dois atletas estão com julgamento marcado. Kevin e Rayan serão julgados e podem pegar até seis jogos de suspensão por praticar jogada violenta. Se não forem absolvidos, a situação  pode trazer transtornos quanto a presença deles em outra equipe a disputar a segunda fase da competição.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.