segunda-feira, 27 de Agosto de 2012 09:47h Gazeta do Oeste

Irônico, presidente do Galo ‘lamenta’ a possível perda do melhor inquilino

O presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, estava revoltado, após o clássico desse domingo, diante do Cruzeiro. De trás de um dos gols do estádio Independência, acima dos vestiários, o dirigente observou todos os acontecimentos da partida, inclusive as polêmicas relacionadas à arbitragem, os quatro gols da partida e, principalmente, a atitude da torcida do Cruzeiro, que arremessou, no início do segundo tempo, diversos objetos no gramado, em direção ao árbitro pernambucano Nielson Nogueira Dias.

 

Kalil afirmou que vai cobrar uma postura austera do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Para o presidente do Galo, o que houve no estádio não pode passar em branco. Irônico, Kalil “lamentou” as possíveis consequências.

 

- Vamos até a CBF. Vamos ver o que o STJD tem para dizer. Mas, pelo que foi arremessado no gramado, indiscriminadamente, em grande quantidade, pelo fato de o árbitro ter sido agredido nos vestiários, no campo, também por um diretor ter invadido o campo para reclamar, por tudo o que aconteceu aqui no Independência, infelizmente, o Atlético-MG perdeu o melhor inquilino.

 


O Atlético-MG, parceiro da concessionária responsável por gerir o estádio Independência, tem receitas, inclusive quando o mandante da partida é o Cruzeiro.

 

 

 

 

GLOBO ESPORTE

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.