quinta-feira, 10 de Janeiro de 2019 21:43h Carlos Henrique Monteiro

Itair Machado revela destino do dinheiro de Arrascaeta

Prioridade serão dividas da Raposa com a FIFA.

CARLOS HENRIQUE MONTEIRO. 

Ainda sem confirmar de forma oficial, o Cruzeiro já tem o destino do dinheiro que irá receber por Arrascaeta, que irá atuar pelo Flamengo. 

O clube mineiro já tem um acordo com o investidor, que bancou a metade do valor da compra do meia, em 2015, e, ao todo, receberá 11 milhões de euros (R$ 47 milhões aproximadamente).

O time mineiro também acordou pagar a divida que ainda tinha por Mancuello, ex-atleta rubro negro. 

- Ontem, o presidente (Wágner Pires de Sá) se reuniu com o investidor, e o investidor concordou em receber dois milhões de euros, então vai sobrar 11 milhões de euros (R$ 47 milhões). O que o Cruzeiro vai fazer? Vamos priorizar já pagando, no recebimento, a dívida do Mancuello, que nós fizemos um acordo, porque a dívida estava na CNRD (Câmara Nacional de Resoluções de Disputas), e o Cruzeiro discutindo juros. Fizemos um acordo em 3,6 e pouco (milhões de reais), e vai ser descontado. Cruzeiro não deve mais o Mancuello - revelou Itair Machado 

Ainda restariam aproximadamente R$ 42 milhões ao Cruzeiro. Itair Machado disse que o clube vai tentar acordo pagar pagar à vista a dívida com o Defensor, que vendeu Arrascaeta, e com o Atenas, que negociou Latorre, que continua no clube mineiro. O vice-presidente do Cruzeiro questionou novamente o negócio envolvendo a compra de Latorre, afirmando que houve propina na negociação.

- O Cruzeiro vai priorizar fazer acordo para tirar dívida da Fifa, fazendo acordo com o Defensor e o Atenas, desde que eles aceitem o valor real. Por exemplo, 4 milhões de dólares no Latorre. A gente sabe que foi rolo, tem alguém levando isso. Tem alguém pagando propina no meio de venda. O Cruzeiro vai pagar o valor real, que seria um preço embutido no Arrascaeta. É a proposta que o Cruzeiro vai fazer. Se o Atenas não aceitar, o Cruzeiro vai procurar o órgão internacional para fazer a denúncia dessa venda. Você não pode comprar um cara que não é jogador por 4 milhões de dólares.

Segundo Itair Machado, o Cruzeiro tem elementos que comprovam as acusações. Para ele, a compra de Latorre giraria em torno de 500 mil dólares (R$ 2 milhões aproximadamente na cotação do dia), enquanto a de Arrascaeta falta pagar apenas uma quantia baixa.

- Tem elementos. Pelo rendimento dele, o cara nunca jogou em lugar nenhum. "Ah, mas jogou na seleção de base do Uruguai". Do jeito que esses empresários lá são, podem ter feito manobra para ser convocado. O jogador não vale (4 milhões de dólares). Na época, se fosse uma aposta, era 500 mil dólares. Então, tem 3,5 milhões de dólares sobrando no ar. O Cruzeiro vai negociar. Se o Atenas quiser receber fora da Fifa, nós vamos fazer uma proposta e pagar à vista. E a questão do Defensor, a dívida é pequena, é 980 mil euros (R$ 4 milhões). O Cruzeiro também vai fazer proposta para abater os juros e pagar à vista. Então a prioridade do Cruzeiro, com esse dinheiro (da venda de Arrascaeta), é pagar dívida. Cruzeiro não está preocupado em usar esse dinheiro para montar o time.

 

Caso haja um acordo por esses valores citados por Itair Machado, o Cruzeiro gastaria aproximadamente R$ 6 milhões, além dos quase R$ 4 milhões para pagar Mancuello. Assim, sobrariam R$ 37 milhões para a Raposa investir em contratações para a temporada ou pagar outras dívidas na Fifa, como a de Rafael Sobis, com o Tigres, e Luís Caicedo, vindo do Independiente del Valle.

© 2009-2019. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.