segunda-feira, 16 de Setembro de 2013 09:33h

Jô acredita que rivalidade da Libertadores estará de volta na quarta

Galo revê o São Paulo, time que eliminou nas oitavas da competição continental. Paulistas, como os mineiros, venceram as duas últimas

Um dos mantras recentes entre os jogadores do Atlético-MG era de que a Libertadores havia ficado para trás e a reação no Brasileirão tinha virado uma exigência. Ela veio. A invencibilidade já era longa, (somada a este jogo chegou a dez partidas), mas vinha sendo ofuscada pelo grande número de empates. Com os dois triunfos seguidos, contra Coritiba e Grêmio, o cenário mudou.

 

Porém, como o São Paulo é o rival da próxima quarta, o assunto Libertadores voltou à tona. O motivo: foram quatro encontros, três vitórias do Galo e eliminação do Tricolor nas oitavas de final. Para Jô, tudo isso pode trazer a rivalidade do primeiro semestre de volta.

 

- O São Paulo voltou a viver um bom momento. São duas vitórias seguidas como nós, e agora vem toda aquela rivalidade dos jogos da Libertadores de volta. Eles vão querer vir para cima, estão motivados, só que estamos também. Conseguimos dar uma embaladinha, só não podemos perder esse “time” (do inglês) para podermos sair com os três pontos de São Paulo.

 

Como já são dez jogos de invencibilidade, Jô mantém os pés no chão, mas nem por isso deixa de pensar no título da competição.

 

- O primeiro pensamento é somar os pontos para não correr riscos, e graças a Deus já estamos longe. E se formos ganhando, claro que está difícil porque eles estão distantes, mas a cada jogo que fizermos pensando nos três pontos, claro que temos chances de chegar lá em cima.

 

Diante do São Paulo, Jô acredita que os pontos podem vir, mas não com facilidade.

 

- Eles também têm duas vitórias seguidas, com treinador novo, o Morumbi cheio com certeza. Mas será gostoso. E espero que possamos sair com a vitória de lá.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.