terça-feira, 28 de Fevereiro de 2012 17:04h Atualizado em 29 de Fevereiro de 2012 às 09:36h.

Jogadores do Atlético dão a volta por cima

Os jogadores do Atlético voltaram aos trabalhos nesta terça-feira, visando o compromisso do próximo domingo, contra o América, pelo Campeonato Mineiro, e o técnico Cuca vai depender do departamento médico para escalar o Galo. O zagueiro Leonardo Silva, o lateral direito Carlos César, o armador Bernard e o meia-atacante Danilinho estão entregues ao DM alvinegro.
O médico do Atlético, Rodrigo Lasmar, explica a situação dos lesionados. “O Carlos César vai estar liberado para treinar com bola nesta semana. Depende agora só da condição física e técnica. O Leonardo Silva já faz um trabalho físico desde sexta-feira. Da parte médica, ele já está liberado. O Bernard ainda não está liberado. Teve uma lesão muscular e precisa de um acompanhamento mais detalhado”, disse.
Sobre a situação de Danilinho, que deixou o jogo contra o Guarani reclamando de dores no tornozelo, Rodrigo Lasmar não quis dar um parecer sobre quando o atleta poderá voltar a campo. O jogador que sente a lesão desde a estreia com camisa do Galo, contra o América-TO, no primeiro jogo do Estadual, será reavaliado ainda nesta terça-feira.
Recuperados das contusões, os jogadores devem retornar ao time titular do Atlético-MG, a única exceção pode ocorrer na lateral, já que Marcos Rocha vem agradando ao técnico Cuca, e já declarou que está na briga para ocupar o espaço no time atleticano.
Um dos fatores que mais tem ajudado o clube alvinegro a conseguir este início de temporada de fazer inveja é a volta por cima de alguns atletas do elenco que estavam em baixa no ano passado ou deixaram más impresões em sua última passagem pelo clube, como é o caso de Marcos Rocha, do meia-atacante Mancini e do atacante André.
Marcos Rocha retornou ao Galo cheio de moral devido à sua passagem pelo América e já angariou três boas atuações como o lateral-direito titular da equipe. “Tenho que agradecer meus companheiros também por esse meu bom início. Foram dois anos jogando no América e os jogadores do Atlético já me conheciam não tive dificuldade de adaptação”, disse.
Já o meia-atacante Mancini, antes esquecido entre os reservas da equipe, vem conquistando seu espaço a cada dia e voltou a chamar a atenção da Massa atleticana. E, ao que tudo indica, as atuações convincentes do jogador só servem para aumentar sua fome de bola. “Sempre quero mais. Estou mostrando um bom futebol, fiz dois gols legais, bonitos, mas ainda tenho mais a apresentar, ganhar ritmo de jogo. Consegui desempenhar um bom papel, mas ainda sabemos que tenho que melhorar”, avaliou.
Mas quem tem se sobressaído para valer no Atlético é André. O jogador está mesmo disposto a repetir o desempenho de artilheiro que o consagrou no Santos e já soma cinco gols em quatro partidas. Aparentemente, o camisa 9 do Alvinegro reencontrou seu ritmo e está cada vez mais íntimo das redes. “É Importante marcar os gols, tive as oportunidades e aproveitei. Me sinto muito bem neste ano. O importante é sempre estar ajudando a equipe a conseguir as vitórias, com os gols. Estamos melhorando a cada jogo”, disse o atacante.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.