quinta-feira, 4 de Abril de 2013 05:11h Atualizado em 4 de Abril de 2013 às 05:19h. Luciano Eurides

Jogadores do Vasco da Gama são submetidos ao segundo teste físico

A equipe se apresentou no inicio do ano e foi submetida a um teste físico e depois de um longo trabalho, o resultado foi transformado em números.

O Vasco da Gama de Divinópolis irá disputar o Campeonato Mineiro, realizado pela Federação Mineira de Futebol (FMF) e para isso precisa dos atletas em uma condição física bem próxima do ideal se não dentro dele. A equipe se apresentou no inicio do ano e foi submetida a um teste físico e depois de um longo trabalho, o resultado foi transformado em números.
No primeiro teste aplicado Mateus Souza e João Pedro estavam dentro da condição boa para um jogador de futebol. Já Vinícius Moura, Léo Amaral, Mateus goleiro e Bruno Rodrigues estavam no grupo considerado bom. Aplicado o segundo teste, João Pedro se manteve dentro do grupo avaliado como ótimo.
No grupo de acesso a condição de João Pedro estão os atletas Hilo, Breno, Daniel, João Paulo, Gustavo, Bruno Rodrigues, Mateus Souza, Léo Amaral e Túlio. Assim Mateus Souza conseguiu atingir a mesma marca anterior, porém João Pedro está numa evolução maior, passou para um nível superior atingindo a meta de atleta profissional.
O grupo 1, daqueles que tiveram resultado abaixo de 50 era formado por Deré, Banana, Júnior Marçal, Gabriel Cromado, Dudu , João Vitor, João Paulo, Bolinha, Caio, Breno e Diogo. Passou a ser formado por apenas quatro jogadores: Gabriel Cromado, Caio, Juninho e Bolinha. Estes terão de fazer um esforço maior para alcançar aqueles que evoluíram nos trabalhos.
No grupo 2, com resultados entre 51 A 55 estão a grande maioria dos atletas, sendo: Gabriel (G), Marcelo (G), Mateus ( G ), Diogo, Banana, Leonardo Costa, Léo Ribeiro, Dudu, João Paulo, Guilherme, Derick, João Vitor e Mateus Ribeiro.

 

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.