terça-feira, 22 de Julho de 2014 09:59h

Jogo frente ao Bahia serviu de lição para a Recopa

O técnico, Levir Culpi, e os jogadores do Atlético não querem repetir contra o Lanús o futebol apresentado nos primeiros 45 minutos da partida diante do Bahia, nesse sábado, pelo Campeonato Brasileiro.

O jogo da próxima quarta-feira, no Mineirão, vale o título da Recopa Sul-Americana e, apesar de jogar pelo empate, o elenco sabe que uma reedição da primeira etapa contra tricolor baiano pode ser letal
Por isso, o técnico promete outra postura do time. “Chamou a atenção nossa atuação no primeiro tempo. Não conseguimos trocar passes rápidos. Mas a responsabilidade é minha. Para quarta-feira, a atitude vai ser diferente, tem que ser diferente”, enfatizou.
Levir preferiu não adiantar o time titular, mas disse que manterá a base da equipe que venceu o Lanús, por 1 a 0, na primeira partida da decisão, disputada na semana passada, na Argentina. Com isso, Ronaldinho Gaúcho, que não está na melhor forma técnica, deve retornar ao time. Ele, Diego Tardelli e Leandro Donizete foram poupados da partida contra o Bahia, pelo Brasileirão. "Praticamente [será o mesmo time], mas nós temos até quarta-feira e alguma coisa pode acontecer também. Não quero antecipar muito a situação, mas tenho que manter a base. Lá [Argentina] o time jogou muito bem, jogou a partida toda bem. Então, devo manter a base do time que jogou lá”, afirmou.
O treinador também comemora o fato de ter quase quatro dias para recuperação física dos atletas. Assim, espera um time mais inteiro. “Na quarta-feira vamos chegar com o time mais bem preparado fisicamente, isso posso adiantar para vocês. Temos dois, três dias de recuperação para enfrentar um jogo que será disputado em alto nível físico”, prevê o comandante.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.