quarta-feira, 23 de Outubro de 2013 06:47h

Justiça suspende torcidas organizadas do Cruzeiro

Por causa das constantes brigas envolvendo as torcidas Máfia Azul e Pavilhão Independente, ambas do Cruzeiro, o Ministério Público de Minas Gerais suspendeu, nesta segunda-feira, as duas organizadas por cinco meses. A punição ocorreu devido às confusões n

Por causa das constantes brigas envolvendo as torcidas Máfia Azul e Pavilhão Independente, ambas do Cruzeiro, o Ministério Público de Minas Gerais suspendeu, nesta segunda-feira, as duas organizadas por cinco meses. A punição ocorreu devido às confusões nos jogos da equipe celeste contra Flamengo, São Paulo e no clássico com o Atlético.
A suspensão é válida em todos os estádios do país e vai até o dia 20 de março de 2014. A decisão foi anunciada no site da Federação Mineira de Futebol (FMF) e deverá ser cumprida de imediato. Desta forma, as duas torcidas estão vetadas no jogo do Cruzeiro contra o Criciúma, no próximo sábado, às 18h30, no Mineirão.
Além das confusões do lado de fora do Mineirão e dentro do Independência, o Ministério Público levou em conta uma briga entre as duas torcidas na avenida Abrahão Caram, que dá acesso ao Gigante da Pampulha, e foi relatada pela Polícia Militar.
Conforme a ata de reunião, durante a audiência, os representantes das torcidas alegaram que um acordo prévio não foi respeitado, o que gerou a série de conflitos entre as organizadas. A explicação, no entanto, não foi aceita e o Ministério Público fez o alerta para que, em caso de novo conflito, poderá ser aberto um pedido judicial pela extinção das agremiações.
Apesar da punição, os membros das duas torcidas organizadas estão liberados para entrar nos estádios. Os torcedores estão proibidos de irem aos jogos portando bandeiras, bateria, faixas ou qualquer outro material que faça referência à Máfia Azul e à Pavilhão Independente.
Participaram da audiência no Ministério Público o promotor de justiça, Edson Antenor Lima Paula, além de representantes da Máfia Azul, Pavilhão Independente, Polícia Militar, FMF e da Comissão de Monitoramento da Violência em Eventos Esportivos e Culturais.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.