sexta-feira, 29 de Janeiro de 2016 09:10h Atualizado em 29 de Janeiro de 2016 às 09:14h. Aaron Gabriel

Juventus vence 13ª partida consecutiva com dois de Morata e goleia Inter na semifinal da Copa da Itália

Espanhol e Dybala lideraram vitória válida pelo primeiro jogo da semifinal da Copa da Itália. Partida em Turim teve pênalti ignorado pelo árbitro e expulsão de Murilo

Afiadíssima, com uma sequência de 12 vitórias, a Juventus recebeu a Inter de Milão na tarde desta quarta-feira, na Juventus Stadium. Com pênalti polêmico, show de Morata, que marcou dois, e participação especial de Paulo Dybala, a Juve fez 3 a 0 e garantiu belo começo nas disputas de semifinal da Copa da Itália.
Com Cuadrado bem articulado, Mandzukic e Morata ficaram à vontade para justificar a sequência de vitórias que a equipe tem cultivado. Em ritmo pouco acelerado no início, o primeiro grande lance foi aos 13. Dentro da área, Medel colocou o braço direito na bola, fazendo pênalti. O árbitro mandou seguir, em decisão polêmica. Para esfriar a movimentação da Juventus, Felipe Melo, Murilo e Medel não pouparam esforços para evitar qualquer criação ou contra-ataque dos donos da casa e esfriaram o jogo por algum tempo.
Foi só aos 35 minutos que Murilo acertou Cuadrado enquanto o colombiano invadia a área, levou amarelo e fez pênalti claro. Morata converteu e abriu o placar com uma bola alta no canto direito de Handanovic. Pouco tempo depois, aos 32, Ljaic e D’Ambrosio deram a primeira boa chance de gol da Inter, com tabela bem ensaiada, mas a jogada foi travada na entrada da grande área.
Nada mudou na volta do intervalo. Com a Juventus ainda mais alinhado nos primeiros minutos, não demorou para Morata ampliar para 2 a 0, aos 17 minutos. Evra recebeu de fora da área e lançou para o camisa nove, que estava livre para cruzar no canto esquerdo. Pouco tempo depois, aos 25, Murilo levou o segundo cartão e foi expulso. Aos 31 saiu Mandzukic para a entrada de Dybala. Em grande fase na Juventus, o argentino precisou de apenas seis minutos para deixar sua marca após receber cruzamento de Asamoah. 
Com mais uma vitória para a sequência impecável, a Juve fica em situação tranquila para o confronto de volta contra a Internazionale pela semifinal da Copa. A partida acontece no dia 2 de março.  

 

 


Bianconeros tranquilos até 2018
Os fãs do futebol terão a oportunidade de ver Gianluigi Buffon em campo até 2018. Ao menos é o que deseja o lendário goleiro da Juventus e da seleção italiana. Prestes a completar 38 anos, o jogador afirmou que fará um esforço para atuar ao menos até a Copa do Mundo de 2018, na Rússia.
"Posso me esforçar até a Copa do Mundo de 2018, então vou continuar. Mas depois vou fechar as portas e parar de jogar futebol", falou Buffon, goleiro da Juventus desde 2001.
Se cumprir a vontade de jogar até o Mundial da Rússia, Buffon se tornará o primeiro jogador da história a atuar em seis Copas do Mundo seguidas - o arqueiro faz parte da delegação italiana desde o Mundial de 98, quando foi reserva de Gianluca Pagliuca.

 

 

Fontes: Globoesporte.com e Gazeta Press

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.