quarta-feira, 30 de Julho de 2014 04:51h

Kalil quer trazer qualidade, mas dentro das condições do clube

Criticado por parte da torcida por não reforçar o elenco do Atlético, o presidente, Alexandre Kalil, declarou nesta segunda-feira que o clube vai se mexer para tentar trazer novos nomes após a saída de Ronaldinho Gaúcho.

No entanto, o mandatário alvinegro avisou que não pretende contratar qualquer jogador.
Na visão de Kalil, o Atlético tem que contratar de forma pontual para qualificar o elenco e não ser apenas mais um no grupo. “Quando falei de contratação, não é chegar e colocar no CT. Temos que ter um nome e ter condições de trazer. A torcida que não entenda como 'não vamos trazer ninguém'. Vai caber jogador no Atlético, mas tem que aparecer. Não pode ser de qualquer jeito. Senão, vamos nos juniores e buscamos, que é mais barato”, afirmou.
Após o título da Recopa, o presidente atleticano disse à Itatiaia que o clube não tem 'pauta de contratação' e que em momento algum prometeu contratação para a torcida, mas que o Atlético é um 'time de oportunidades', deixando claro, inclusive, que jogadores também poderão sair. “Se aparecer jogador para comprar e se vier com um bom dinheiro para levar, as duas coisas serão feitas”, declarou.
Para o segundo semestre, a única contratação até o momento é a do meia, Maicosuel, que veio para suprir a saída de Fernandinho, que o clube preferiu abrir mão após o término do contrato de empréstimo junto ao Al-Jazira, dos Emirados Árabes Unidos.
Um dos alvos do Atlético para o restante da temporada era o volante Fernando, do Shakhtar Donetsk. Contudo, a negociação com o representante do jogador foi interrompida porque, segundo Kalil, o clube ucraniano queria segurar o atleta apesar da crise política no país.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.