sexta-feira, 11 de Março de 2011 00:00h

Keirrison é oferecido ao Atlético-MG, e dirigente não descarta contratação

O diretor de futebol do Atlético-MG, Eduardo Maluf, informou, em entrevista coletiva nesta quinta-feira, que o atacante Keirrison, pouco aproveitado no Santos, foi oferecido. Como o clube busca um substituto para Diego Tardelli, o dirigente admitiu que o jogador pode ser contratado, mas terá de haver uma redução salarial.

Segundo Maluf, o salário de Keirrison é alto e parte dele é pago pelo Barcelona, que detém os direitos econômicos do atacante. “Ele não é jogador do Santos, pertence ao Barcelona e está emprestado ao Santos, tem salário muito alto. No Santos, o Barcelona paga parte dos salários dele”, explicou.

O diretor atleticano disse que o atacante foi oferecido antes da saída de Tardelli, que foi jogar no futebol russo. “Nada impede que, se houver uma composição (o Barcelona pagar parte dos salários), ele possa vir. Mas vamos atrás de uma reposição para o Tardelli e nada impede que possam vir dois”, comentou Eduardo Maluf.

O dirigente negou que o atacante Alecsandro, do Internacional, seja uma das opções de reforço para o ataque. O nome do atleta foi especulado pelo seu irmão Richarlyson, na última quarta-feira, quando o volante disse que o time mineiro procurou o atleta.

“Contei para vocês em janeiro que o Alecsandro disse que eu contratei o irmão errado, que era para vir ele. Não tem nada, mas não vamos falar em nomes, vocês conhecem o futebol, como acontece, o segredo de todas as negociações até aqui é o silencio”, despistou Eduardo Maluf.

O dirigente não confirmou que tenha mantido contatos com representante de Alecsandro ou com dirigentes do Internacional, que detém parte dos seus direitos econômicos. “A entrevista do Richarlyson ontem (quarta-feira), me ligaram mais de dez agentes querendo intermediar a negociação. Futebol é assim. Vamos trabalhar em sigilo como a gente vem fazendo”, ressaltou Maluf.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.