quinta-feira, 31 de Janeiro de 2013 10:44h

Leonardo Silva vira dúvida para o clássico

Sem Leonardo Silva, Cuca optou por escalar Gilberto Silva no setor defensivo. O zagueiro garante que o elenco do Galo é qualificado, e que independente de quem jogue que o Atlético-MG estará bem servido

O técnico Cuca comandou um treinamento coletivo nesta terça-feira, visando o compromisso do próximo domingo, ante o Cruzeiro, na reabertura do Mineirão. A notícia ruim para a torcida atleticana ficou por conta da ausência do zagueiro Leonardo Silva, que reclamou de dores musculares e passou a ser dúvida para a estreia alvinegra no Campeonato Mineiro.
Sem Leonardo Silva, Cuca optou por escalar Gilberto Silva no setor defensivo. O zagueiro garante que o elenco do Galo é qualificado, e que independente de quem jogue que o Atlético-MG estará bem servido. O jogador, porém, não escondeu a alegria em saber que poderá atuar no maior clássico de Minas Gerais.
"Ainda treinamos pouco para tirar conclusão. De qualquer forma, todos estão empenhando para buscar o melhor rendimento. Jogos importantes como clássico todos querem jogar. O importante é que cada um faça seu papel e esteja bem no dia", declarou.
A mudança forçada foi a única em relação ao time que o comandante alvinegro vem esboçando desde o início da pré-temporada do Atlético-MG. Durante o coletivo, o técnico Cuca testou o avante Alecsandro na vaga do atacante Araújo. Os meias-atacantes Guilherme e Luan e o lateral-direito Michel seguem no departamento médico e fora do clássico.
O técnico Cuca terá, nesta quarta-feira, mais uma oportunidade para testar situações de jogo, visando a estreia do Atlético-MG no Campeonato Mineiro, marcada para o próximo domingo, no clássico diante do Cruzeiro, na reabertura do Mineirão. O Galo fará um jogo-treino contra o Betim, na Cidade do Galo, às 16 horas (de Brasília), e o avante Alecsandro, que chegou a treinar ao lado de Jô, vive a expectativa de participar do treinamento.
Questionado sobre a possibilidade de atuar com Jô no ataque alvinegro, já que os dois jogadores possuem características semelhantes, Alecsandro preferiu evitar qualquer tipo de polêmica ao afirmar que a parte tática é decisão do técnico Cuca. O atleta, porém, já cogita entrar no ataque, com Bernard um pouco mais recuado.
"Não sou bom de falar de tática, e o Cuca também não gosta, mas o posicionamento com minha entrada seriam dois atacantes de área. Assim, o Bernard tem que voltar mais. No esquema, eu e o Jô ajudamos no meio para não sobrecarregar os volantes e o Ronaldo, que é nosso homem de criação", declarou.
Alecsandro não esconde que quer jogar, mas frisa que o importante é ajudar o Atlético-MG. "O objetivo é sempre poder participar o máximo possível. Mas na minha outra entrevista disse que não fui contratado para ser titular ou reserva, mas para fazer parte desse grande elenco. E mesmo tendo jogado em muitos clubes e com experiência, o frio na barriga acontece, a ansiedade é válida, principalmente em se tratando de um clássico e num estádio novo", encerrou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.