segunda-feira, 26 de Janeiro de 2015 11:59h Site Oficial do Atlético Mineiro

Levir Culpi fala sobre a marca atingida no comando do Atlético

Em sua quarta passagem pelo Atlético, o técnico Levir Culpi fez história na goleada por 4 a 2 sobre o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, na noite desta quarta-feira, na Arena Independência

jogo contra o time ucraniano foi o de número 227 do treinador no comando do Atlético. Com essa marca, Levir se igualou a Barbatana como o terceiro técnico que mais dirigiu o Galo. À frente dos dois, estão, apenas, Procópio, com 328 jogos, e Telê Santana, com 434. Em entrevista exclusiva para a TV Galo, o treinador alvinegro comentou sobre essa marca: “Eu fui pego de surpresa, realmente eu não sabia, fiquei impressionado. Foi tudo muito rápido. Aí eu pensei rapidamente e falei assim: olha, eu só tenho que agradecer por esse tempo todo, pela confiança das pessoas, pelas pessoas que trabalharam comigo. Então eu sou grato por ter conseguido esses números e agradeço as pessoas que confiaram em mim”.

Em entrevista coletiva na Cidade do Galo, nesta sexta-feira, Levir falou sobre um possível rodízio do elenco em virtude da disputa das competições do primeiro semestre: “É mais difícil fazer esse controle com 32 jogadores no elenco, mas dependendo do jogo vamos ter que controlar. Se estiver perto de um jogo da Libertadores podemos fazer algo como na temporada passada. E esse revezamento pode ser uma rotina nesse início”.Levir ressaltou também a importância da manutenção da base do elenco e o entrosamento do time, que foi mostrado na vitória contra o Shakhtar Donetsk: “A ideia é essa. Existem algumas coisas que podemos ajustar com relação à bola parada, algumas jogadas que podemos colocar, mas a essência é essa. É um time rápido, de toques rápidos, como foi no fim da temporada. E como estamos com a mesma base, o início foi promissor.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.