quinta-feira, 22 de Outubro de 2015 09:40h Atualizado em 22 de Outubro de 2015 às 09:42h.

Liga Sul Minas colocará federações e clubes na mesma mesa

Após ficar muito perto de sair do papel, a criação da Liga Sul-Minas-Rio sofreu uma reviravolta nessa segunda-feira e, para começar, terá que passar pelo crivo de federações e clubes na próxima semana, em uma assembleia geral convocada pela CBF

Nesta terça, a Federação Mineira de Futebol (FMF) fez uma reunião com equipes do estado e, ao final, declarou seu apoio ao torneio. “Buscamos colocar todos os 12 clubes interessados em uma mesa redonda, de uma forma legítima e democrática. Ao final, por oito votos a três, com uma ausência, os clubes decidiram que, cumpridos os requisitos apresentados por Cruzeiro, Atlético e América, a competição pode acontecer, não haverá qualquer tipo de prejuízo para o nosso estadual”, revelou o presidente Castellar Guimarães Neto em entrevista à Itatiaia.
Assim, a FMF se junta às federações do Rio Grande do Sul (FGF) e de Santa Catarina (FCF), que já haviam dado sinal verde à criação da competição interestadual. “Serão apenas cinco datas, vão respeitar o calendário nacional e estadual, a pré-temporada e as férias. Além disso, América, Atlético e Cruzeiro firmaram o compromisso de jogarem o Estadual com as suas equipes titulares, sendo assim não haverá problema”, afirmou Castellar.
No entanto, a chamada Primeira Liga tem uma forte resistência por parte das federações do Rio de Janeiro (Ferj) e do Paraná, que entendem que o torneio é ilegal e não pode acontecer. Na sexta-feira, o presidente da Federação do Rio (Ferj), Rubens Lopes, enviou duro ofício ao presidente da CBF, Marco Polo del Nero, se colocando contra a Liga e exigindo a aprovação dela em assembleia, como, no entender dele, manda o Estatuto da CBF.
Depois disso, a CBF voltou atrás do aval dado à Liga e o condicionou à aprovação na assembleia. Sabendo que isso dificilmente irá acontecer, os clubes romperam com a CBF. Entre as alegações, o fato de que a Copa do Nordeste não foi votada por assembleia.
Por isso, na próxima sexta-feira, a Sede Administrativa do Cruzeiro, no Barro Preto, receberá a reunião decisiva sobre a realização da Primeira Liga. “Em Minas, a liga foi aprovada. Na sexta-feira, a gente terá uma nova assembleia geral dos clubes participantes da Liga Sul-Minas-Rio para decidir algumas questões, já que a CBF disse que precisará fazer na próxima semana uma assembleia de federações e clubes para aprovar a criação da liga e a tabela da competição”, disse o presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, que também é o mandatário da Liga Sul-Minas-Rio.
Mas Gilvan disse ter recebido, nesta terça-feira, uma ligação do secretário-geral da CBF, Walter Feldman. O dirigente celeste ressaltou que a entidade máxima do futebol brasileiro apoiará o torneio mesmo após a reviravolta dessa segunda-feira. “Hoje tive uma conversa com o Walter Feldman. Ele me telefonou dizendo que a CBF não é contra e a gente pode continuar tocando a liga que a CBF vai dar um jeito de apoiar o torneio”, assegurou.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.