quarta-feira, 6 de Agosto de 2014 06:15h

Luan e Dátolo são opções para Levir Culpi mudar o esquema da equipe

A ausência forçada do centroavante, Jô, abre a possibilidade para o técnico, Levir Culpi, armar o time do Atlético de maneira diferente, sem a presença do homem de referência na frente.

O treinador deve confirmar o substituto após o treino desta tarde, em Chapecó, onde o time encara a Chapecoense nesta quarta-feira, em jogo atrasado da 10ª rodada.
O atacante, André, reserva imediato de Jô, é o mais cotado para ficar com a vaga. Ele foi titular durante o período em que o companheiro estava com a Seleção Brasileira. No entanto, Levir Culpi já deu sinais de que pode abrir mão do esquema com um centroavante de ofício. Na vitória por 3 a 1 sobre o Atlético, no Independência, Levir sacou Jô e colocou o meia, Dátolo.
O objetivo, segundo ele, foi ganhar mobilidade e abrir espaço, já que o time empatava por 1 a 1. “Com a colocação do Dátolo tirei o ponto de referência porque o Jô não estava numa noite muito legal como costuma ter. Tirei o ponto de referência porque queria uma situação melhor no meio-campo, o Dátolo entrou bem, o Luan também entrou muito bem, com movimentação pelos lados e ficamos com dois laterais rápidos”, analisou o treinador após a vitória sobre o Furacão.
Caso opte em mudar o esquema da equipe, Levir pode escalar Dátolo ou Luan. Neste caso, Tardelli atuaria mais perto do gol.  Considerado um 12º titular, Luan ressalta que trabalha para figurar entre os onze. “A gente fica feliz por ser a primeira opção do treinador, mas claro que quero jogar de titular. Meu objetivo é estar entre os onze. Mas, aqui, somos uma equipe, uma família, porque estamos todos em busca do mesmo objetivo que é vencer e conquistar títulos. Então, é esperar a oportunidade aparecer novamente para entrar bem e poder ajudar”, disse o atacante.
O Atlético pode ganhar seis posições na tabela do Campeonato Brasileiro em caso de vitória sobre a Chapecoense, no jogo desta quarta-feira, em Santa Catarina, partida adiada da 10ª rodada. Diante dessa possibilidade, o meia-atacante, Maicosuel, ressalta a importância do confronto. “A gente sabe da importância que vai ser esse jogo pela sequência de vitórias que a gente precisa para encostar lá em cima no G4. Então é um jogo fundamental, é o jogo a menos que a gente tem e temos que contabilizar esses três pontos de qualquer jeito. É um jogo importantíssimo e temos que ganhar se quisermos não distanciar dos líderes”, comenta o jogador.
Maicosuel espera manter o ritmo. “Independente de estar jogando fora de casa, nosso grupo é muito bom, então, temos que manter nosso ritmo de jogo e impor isso nas partidas. É o jeito que a gente joga, então, vamos tentar ganhar a partida porque temos objetivos maiores, queremos ser campeões e quem quer ser campeão tem que jogar dentro e fora de casa”, completa Maicosuel.
O atacante, Luan, espera ter a oportunidade de participar do jogo desta quarta-feira contra a Chapecoense, na Arena Condá, em Santa Catarina, onde espera fazer uma grande partida.
A embate em Chapecó será válido pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro, uma vez que foi adiada em virtude da disputa Recopa Sul-Americana pelo Atlético. “Agora, quarta-feira, temos um jogo difícil contra a Chapecoense e precisamos vencer para chegar ao 5º lugar e encostar no G4. Então, é descansar hoje e amanhã e esperar o professor (Levir Culpi) montar a equipe do jeito dele para a gente poder sair com a vitória lá em Chapecó”, comentou. “Espero que a gente faça um grande jogo e saia com a vitória, isso que é o fundamental. Vamos em busca do resultado porque uma sequência de vitórias será fundamental para nós na sequência da competição”, acrescentou Luan.

 

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.