segunda-feira, 22 de Outubro de 2012 10:01h Gazeta do Oeste

Luis Fabiano perde outro pênalti, e São Paulo cai diante do Flamengo

Chegou ao fim na tarde deste domingo a série invicta do São Paulo no Campeonato Brasileiro. Depois de sete jogos sem perder, o time foi derrotado pelo Flamengo por 1 a 0, no Engenhão. O gol foi marcado na etapa final por González, depois de Luis Fabiano ter desperdiçado pênalti antes do intervalo.

O atacante são-paulino já havia errado cobrança de penalidade no meio de semana, na vitória sobre o Atlético-GO. O batedor da equipe é Rogério Ceni, mas o goleiro vem deixando essa responsabilidade a cargo do camisa 9 por conta da disputa pela artilharia da competição.

O resultado não tira a equipe tricolor da quarta colocação, pois a distância para o Vasco no início da rodada era de cinco pontos. Porém esfria a reação e a tentativa de encostar no terceiro colocado Grêmio, que no sábado somou um ponto.

Para o Flamengo, o triunfo significa a manutenção de oito pontos de distância para o Palmeiras, atualmente o clube mais bem colocado na zona de rebaixamento – o Sport joga ainda neste domingo e pode ultrapassar a equipe alviverde por um ponto.

O São Paulo volta a campo pela competição no próximo sábado, quando enfrenta o Sport, no Recife. Mas antes joga no Morumbi o duelo de volta das oitavas de final da Copa Sul-americana, contra a LDU de Loja, na quarta-feira. Já a próxima partida do Flamengo será apenas no dia 31, diante do Atlético-MG, no Independência.

O time paulista foi ao Rio de Janeiro com força máxima, pois não tinha nenhum desfalque por suspensão ou lesão. Assim, o técnico Ney Franco pôde repetir a escalação que derrotou o Atlético-GO no meio de semana.

A equipe carioca, ao contrário, tinha três baixas: o lateral direito Leonardo Moura (lesionado), o volante Luiz Antônio (suspenso) e o meia Cléber Santana, que, por pertencer ao São Paulo, não poderia entrar em campo em virtude de questões contratuais.

Por outro lado, o técnico Dorival Júnior dispunha de reforços importantes, como o lateral direito Wellington Silva e o zagueiro González, este que estava a serviço da seleção chilena na disputa das Eliminatórias para a Copa do Mundo.

Mesmo debaixo de sol forte, no primeiro dia do horário de verão, os dois times começaram o jogo em forte toada. Aos dois minutos, Vagner Love fez pivô e atrasou para Renato chutar forte, de fora da área. Rogério Ceni se jogou ao chão e agarrou firme a bola.

A resposta veio no minuto seguinte. Luis Fabiano aproveitou bobeada da defesa flamenguista, invadiu a área e bateu cruzado. Felipe desviou a bola com a ponta dos dedos e impediu o gol do atacante são-paulino.

A disposição foi minando com o passar do tempo e, como já havia sido avisado de antemão pelo trio de arbitragem, houve uma parada de dois minutos na metade da primeira etapa para os jogadores se refrescarem à beira do gramado. Os treinadores usaram o tempo ainda para orientar suas equipes.

Revigorados, as duas equipes criaram oportunidades logo depois. A primeira foi do São Paulo, com Lucas, errando chute cruzado quase na pequena área. Depois foi a vez de Wellington Silva puxar bola para a entrada da área e chutá-la acima da meta de Rogério Ceni.

Mas a principal chance desperdiçada foi em pênalti sofrido por Denilson e não convertido por Luis Fabiano, aos 29 minutos. Depois de errar cobrança no meio de semana, o atacante desta vez arrematou no canto esquerdo baixo e viu Felipe fazer a defesa.

O Flamengo cresceu ligeiramente com o apoio da torcida, animada pela defesa de Felipe. Antes do intervalo, Vagner Love, em chute rasteiro, e Wellington Silva, com arremate de longa distância, fizeram o goleiro são-paulino trabalhar e tirar bola para escanteio.

No intervalo, Ney Franco foi obrigado a sacar Luis Fabiano, que acusou fisgada na coxa, para colocar Douglas. Mais tarde, também substituiu Jadson, que havia recebido o terceiro cartão amarelo, por Willian José, rearmando a formação com três atacantes.

Dorival Júnior também mexeu no Flamengo, colocando Ibson, Adryan e Hernane. E começou com Adryan a jogada do único gol da partida. O garoto cobrou falta da meia esquerda e viu González desviar de cabeça para a rede aos 26 minutos.

Os são-paulinos tentaram o empate, porém aparentavam exaustão. Mais inteiro, o Flamengo quase ampliou a vantagem após boa tabela entre Vagner Love e Adryan, mas o atacante chutou por cima da meta de Rogério Ceni.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.