segunda-feira, 7 de Outubro de 2013 05:19h Luciano Eurides

Luís Felipe se apresenta segunda-feira no Flamengo-RJ

O jogador de futebol Luís Felipe Silva Costa, 16 anos, se apresenta na próxima segunda-feira (7) no Flamengo do Rio de Janeiro. O atleta, divinopolitano, iniciou no futebol aos três anos de idade, no Flamengo do Mendes Mourão, destacou-se nas competições

O jogador de futebol Luís Felipe Silva Costa, 16 anos, se apresenta na próxima segunda-feira (7) no Flamengo do Rio de Janeiro.  O atleta, divinopolitano, iniciou no futebol aos três anos de idade, no Flamengo do Mendes Mourão, destacou-se nas competições regionais e estaduais e logo seguiu para o América Mineiro. Depois da disputa da Cruzeiro Cup, o atleta iniciou uma longa negociação e culmina na apresentação no mais tradicional clube do país.
Luís Felipe é um atleta apaixonado pelo futebol, uma descoberta precoce, um talento rapidamente lapidado e nos últimos meses, muito disputado, especialmente por Cruzeiro e Flamengo-RJ. “Comecei no Flamengo de Divinópolis, com três anos de idade, aos sábados com Zé Carlos (José Carlos Rocha), fui para terça e quinta, ainda dois anos no América Mineiro, onde fui capitão, não tenho nada a reclamar. A Cruzeiro Cup foi uma vitrine”, disse.
Um atleta muito ligado aos amigos à família. A saída para o América foi acompanhada de visitas frequentes do pai (Maurílio), no Rio de Janeiro isto será diferente. “Farei de tudo para ser um jogador de futebol, passa-se por dificuldades, ficarei mais longe da família e tenho certeza que meu pai vai me acompanhar, ele gosta muito”, falou.
Desde a realização da Cruzeiro Cup abriu-se uma negociação lenta. O América tentando aproveitar o futebol do jovem talento divinopolitano e ainda o Cruzeiro na negociação. A escolha pelo Flamengo do Rio de Janeiro contou com a vontade do jogador. “O América não queria liberar, seria feito um contrato, mas o Flamengo fez uma proposta interessante, eles terão 30% do meu passe. Eu pedi para treinar separado por conta também do Cruzeiro estar na jogada, mas o Flamengo teve uma proposta maior”, contou.
O desafio de jogar em uma equipe internacionalmente conhecida, vestir a camisa mais tradicional do país parece não assustar demasiadamente o atleta. “Vou representar bem a camisa do time de maior torcida do Brasil e representar bem a cidade de Divinópolis, já passei outras barreiras e vai dar tudo certo”, falou cheio de confiança no futebol que ele sempre demonstrou.
Em visita ao Mendes Mourão, tirou fotos com pais de atletas e ex-treinadores, às crianças ele deixou um recado. “Humildade, cabeça erguida, treinar muito, pois jogador bom é o que treina, treinar muito, pois aqui (escolinha) é que se começa o futuro”, finalizou.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.