terça-feira, 16 de Junho de 2015 11:01h

Luxemburgo continua exigente

“Evoluímos, mas ainda estamos devendo”

A primeira declaração do técnico Vanderlei Luxemburgo após a vitória por 3 a 1 sobre o Vasco, em São Januário, mostrou que o treinador quer conter a euforia pelo início de trabalho empolgante no Cruzeiro. Foi o terceiro triunfo seguido de Luxa à frente da equipe celeste, que manteve 100% de aproveitamento após a troca de comando.
As vitórias sobre Flamengo, Atlético e Vasco alavancaram o Cruzeiro, que subiu dez posições na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Mesmo assim, Luxemburgo ainda não ficou tranquilo. “Foram três jogos contra equipes grandes e considero esse aproveitamento de 100% muito bom. Tenho que dar os parabéns para os jogadores, porque eles têm se aplicado e a equipe está bem determinada dentro de campo. Mas não podemos nos dar por satisfeitos, temos que continuar trabalhando”, alertou.
O treinador revelou que traçou metas para os jogadores dentro do campeonato e, por isso, não quer ver ninguém acomodado. Quando Luxemburgo assumiu o time, o Cruzeiro era o lanterna, com apenas um ponto em quatro jogos. Depois da trinca de vitórias, a Raposa pulou para a décima posição com dez pontos, seis atrás do líder São Paulo, que venceu a Chapecoense e se beneficiou da derrota do Atlético-PR para o Grêmio. "Nós temos dez pontos e, portanto, são duas vitórias de diferença", comparou.
De acordo com Luxemburgo, o próximo passo será chegar ao G-4. “Temos o jogo contra a Chapecoense (próximo domingo, às 11h, no Mineirão) para completar o bloco de quatro resultados positivos e somar pontos de equipe que vai brigar por vaga na Libertadores e pelo campeonato. Traçamos alguns objetivos para os atletas e eles estão indo buscá-los”, afirmou.
Resgatar o espírito vencedor do Cruzeiro dos dois últimos anos é o desejo do comandante. “Não vim para o Cruzeiro para pensar em outra coisa que não fosse boa. Não podemos esquecer que esse time é bicampeão brasileiro e está acostumado a ganhar”, concluiu.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.